Azul tem prejuízo líquido de R$ 45 milhões no segundo trimestre | Pesquisas e Estatísticas | PANROTAS
PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Azul tem prejuízo líquido de R$ 45 milhões no segundo trimestre

Divulgação

A Azul Linhas Aéreas acaba de divulgar os resultados financeiros obtidos no segundo trimestre do ano. Com um lucro líquido ajustado para itens não recorrentes em R$ 238,3 milhões, a companhia obteve um prejuízo líquido de R$ 45 milhões — sendo que no mesmo período do ano passado o valor ficou na casa dos R$ 38,6 milhões.

Apesar disso, o resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos e depreciação (Ebitdar) ajustado foi de R$ 521,4 milhões, número que representa uma variação positiva de 10,9% em relação ao segundo trimestre de 2017.

Ainda de acordo com o balanço divulgado, o número de passageiros transportados (RPK) aumentou em 17,4% frente a um aumento de 18,6% na capacidade, resultando em uma taxa de ocupação de 80,1% — o que representa 0,8 ponto percentual a menos em relação ao mesmo período do ano passado.

As despesas financeiras líquidas registraram, ainda, uma queda de 26,9%, passando de R$111,8 milhões para R$ 81,8 milhões devido ao menor custo médio da dívida e à menor alavancagem ao comparar com o o segundo trimestre de 2017.

A companhia ainda destaca que, no final do período, a liquidez foi de R$ 3,8 bilhões — o que já representa 45% da receita dos últimos 12 meses.

"Encerramos o trimestre com uma posição de caixa sólida de R$3,8 bilhões, representando 45% da nossa receita dos últimos 12 meses. Conforme mencionamos no passado, protegemos a dívida emitida no ano passado contra flutuações cambias, o que contribuiu para o nosso forte lucro líquido ajustado no segundo trimestre. Nosso balanço continua protegido contra variações cambiais através de ativos como depósitos, reserva de manutenção e nosso bond conversível da Tap", sintetizou o presidente da Azul, John Rodgerson.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA