Feriado de 4 de julho traz ponto alto de reservas para aéreas americanas

|

Divulgação
A Forward Keys, empresa de análise de dados do Turismo, revelou que a aviação doméstica nos Estados Unidos está retomando e o ponto alto é o próximo final de semana prolongado que marca o feriado do Dia da Independência Americana (4 de julho). Uma análise dos novos bilhetes de avião emitidos entre o início do ano e meados de junho mostra que o "fundo do poço" foi a primeira semana de abril. Desde então, houve um crescimento constante, atingindo 42% dos níveis de 2019 durante a terceira semana de junho.

Em 23 de junho, o número de novas passagens aéreas domésticas nos EUA emitidas para viagens entre 20 de junho e 18 de julho, quinzena antes e quinzena após o feriado do Dia da Independência, estava 55,8% abaixo do período equivalente no ano passado. No entanto, as reservas para o início do fim de semana do Dia da Independência ficaram apenas 16,9% atrás do mesmo dia em 2019.

Uma razão provável pela qual as reservas de viagens do Dia da Independência deste ano são relativamente menos afetadas é que o dia 4 de julho cai no sábado. Consequentemente, um feriado é criado na sexta-feira, 3 de julho e, com ele, a oportunidade de um longo fim de semana sem ter que tirar uma folga do trabalho, como no ano passado, em que o feriado caiu na quinta-feira.

Uma análise mais minuciosa, por tipo de bilhetes emitidos, mostra que a recuperação está sendo impulsionada muito mais fortemente pelas reservas de lazer, que superaram substancialmente as reservas corporativas desde o colapso do mercado no início de março.

Divulgação

"É inspirador observar que uma recuperação está em andamento; e esse Dia da Independência é o ponto alto. No entanto, uma grande incógnita é como o surto de covid-19 progredirá e quão significativamente os picos mais recentes podem impedir a recuperação nas reservas de voos”, vice-presidente de Insights da ForwardKeys, Olivier Ponti.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA