Relacionamento entre aéreas e clientes melhora no 2T21

|

Divulgação / Copa Airlines
O índice de reclamações das aéreas caiu em 74,4%
O índice de reclamações das aéreas caiu em 74,4%
O desempenho das companhias aéreas brasileiras no relacionamento com os consumidores registrou melhoria em todos os índices medidos pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) durante o segundo trimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2020. De acordo com o Boletim do Consumidor, o índice de reclamações para cada grupo de 100 mil passageiros transportados foi de 145,9, o que representou uma queda de 74,4%.

O índice de solução das reclamações, medido pelos próprios consumidores, foi de 81,2% no segundo trimestre deste ano, um aumento de 22,1% em comparação com o mesmo período de 2020. O índice de satisfação, calculado por meio de notas dos passageiros que vão de 1 a 5, foi de 3,6, o que representou uma alta de 32,8%. O tempo de resposta das companhias às reclamações dos passageiros, por sua vez, foi de 3,8 dias, um crescimento de 45,5%.

“Esses resultados comprovam o esforço contínuo das companhias aéreas para aprimorar o relacionamento com os consumidores, diante de uma pandemia que teve um severo impacto para a operação aérea. É importante lembrar que no auge da crise firmamos compromissos com o Ministério Público Federal e com a Secretaria Nacional do Consumidor, que mais tarde se tornaram leis, para preservar os direitos dos passageiros”, afirmou o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA