Voos diários das aéreas brasileiras se aproximam de níveis de 2019

|

Divulgação/ Azul Linhas Aéreas
Número de voos diários da Azul aumentou 15% na comparação de 1º de janeiro e 5 de maio
Número de voos diários da Azul aumentou 15% na comparação de 1º de janeiro e 5 de maio
As companhias aéreas brasileiras atingiram um marco em 30 de abril, quando o número de voos diários ultrapassou os níveis de 2019 pela primeira vez desde o início da pandemia. Os serviços diários aumentaram 4% em 30 de abril, antes de cair 4% em 8 de maio, mostram dados da Cirium.

A Azul tem sido relativamente ambiciosa entre as três principais companhias aéreas brasileiras em aumentar seu número de voos diários nos primeiros cinco meses de 2022. O número de voos diários da companhia aumentou 15% na comparação de 1º de janeiro e 5 de maio, segundo números da empresa de análises. A Gol reduziu em 16% o número de voos diários na comparação entre 1º de janeiro e 5 de maio. Já os voos diários da Latam Airlines Brasil caíram 10% na comparação das duas datas.

A contagem de 779 voos da Azul em 5 de maio aumentou 0,53% em relação à mesma data de 2019. Os voos da Gol em 5 de maio (499) caíram 10%, enquanto os voos da Latam Airlines Brasil (552) caíram 11% em relação à mesma data em 2019.

AERONAVES EM USO

A Azul, durante a semana de 29 de abril a 5 de maio de 2022, estava armazenando aproximadamente 13% das 147 aeronaves de sua frota. Em 5 de maio de 2019, a transportadora tinha sete (5%) de suas 135 aeronaves em armazenamento, mostram os dados da Cirium.

A Latam Airlines Brasil estava armazenando 30% de suas 142 aeronaves durante a semana de 29 de abril a 5 de maio de 2022, enquanto a Gol armazenava 35% de seus 132 aviões no período. Em 5 de maio de 2019, a afiliada brasileira da Latam estava armazenando duas (1%) de suas 141 aeronaves, enquanto a Gol armazenava oito (7%) de suas 121 aeronaves.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA