10 estratégias de marketing turístico e gestão de crise

|


Shutterstock

Por GUSTAVO ALBANO, do Guia Viajar Melhor, em colaboração para o Portal PANROTAS

Neste exato momento há inúmeros consumidores em dúvida e preocupados. Muitos deles estavam com viagem marcada para o seu destino ou estavam planejando uma viagem. Esses turistas estão buscando dicas e informações de como proceder nestes casos. Vale nos anteciparmos para ajudar e fidelizar essa audiência, garantindo vendas futuras.


A articulação entre os profissionais da indústria de Viagens e Turismo será um fator decisivo para uma recuperação saudável e duradoura.


Alinhe estratégias de marketing turístico e gestão de crise
O cenário atual exige estratégias viáveis para reduzir esses impactos em curto e médio prazo. Neste sentido, os especialistas em marketing turístico do Guia Viajar Melhor separaram 10 práticas que podem fazer a diferença em um momento de retomada.

Veja quais são as práticas que podem ser adotadas por empresas do setor, independente do porte operacional.

1 - Esclareça sua política de remarcação

Evite deixar o seu consumidor em dúvida. Esclareça e facilite as políticas de remarcação da sua empresa, mostrando quais são as vantagens para quem deseja garantir sua viagem.

2 - Atendimento eficiente

Em um cenário de paralisação global, oferecer um atendimento eficiente pode ser uma grande vantagem. Manter uma relação próxima com o consumidor é extremamente necessário para fidelizar o seu cliente, oferecendo diferentes canais de contato como WhatsApp, e-mail e telefones alternativos.


3 - Flexibilize os prazos para viagens
Todo o mundo foi pego de surpresa, inclusive o seu consumidor. Para evitar um cancelamento em massa, seja flexível nos prazos para remarcação. Alguns viajantes têm poucos meses disponíveis no ano e isso pode acarretar em uma quebra de contrato.

4 - Presença multiplataforma

Aproveite o momento para seguir atuando nas redes sociais, mantendo a imagem da sua empresa na mente do consumidor. Seja uma solução para os turistas que querem conhecer o seu serviço ou tirar dúvidas sobre a situação em seu destino.


5 - Diferencie-se da concorrência

Oferecer serviços gratuitos como consultoria ao viajante, conteúdos informativos e auxiliar os turistas que buscam informações atualizadas sobre o seu destino, pode ser um fato determinante para os próximos meses. Seja o formador de opinião do seu mercado e o canal de comunicação mais efetivo para o seu consumidor.


6 - Organização interna

Utilize o baixo movimento para organizar demandas internas que estavam pendentes e que não eram prioridades. Reestruturar plano de negócios, tarifário ou catálogo de produtos, pode ser uma excelente opção para ser produtivo em momentos de paralisação.


7 - Atualize-se e faça cursos on-line

Não fique ocioso, isso pode prejudicar sua criatividade. Aproveite esse tempo para se atualizar, capacitar sua equipe, melhorar processos internos e fazer cursos on-line sobre liderança, gestão hoteleira, marketing, comunicação e outros temas fundamentais para a sua empresa.


8 - Estude planos de marketing e comunicação

Evite perder tempo em momentos de baixa produtividade. Estude, faça análises sobre a sua empresa e mercado. Tenha em mente que todas as crises são passageiras e mantenha o otimismo. Quem estiver melhor estruturado, com planos estratégicos bem definidos, poderá garantir uma rápida recuperação após a crise.


9 - Faça parcerias comerciais

Busque referências, reestruture projetos antigos e faça parcerias comerciais para somar forças com outros profissionais de áreas relacionadas. Juntos é mais provável unir habilidades e serviços para uma boa recuperação. Esteja adiantado para se destacar da concorrência.


10 - Identifique oportunidades

Momentos de crise podem servir como um meio para criar novas ideias e aumentar sua produtividade em outras áreas. Transforme esse momento em alternativas para exercitar sua criatividade e encontrar novas oportunidades para um momento de retomada no setor.



Wikicommons


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA