Receita da Disney cai 40% com fechamento dos parques

|

Disney
A Walt Disney Company registrou uma queda de 40% em sua receita durante o último trimestre fiscal, caindo para US$ 11,7 bilhões, enquanto o lucro diluído por ação no trimestre diminuiu 94%, para oito centavos de dólar. Mesmo com atrasos no lançamento de filmes e séries, a principal causa foi o fechamento dos parques temáticos em todo o mundo, resultando em um declínio de US$ 3,7 bilhões no lucro operacional e uma perda de US$ 2 bilhões. As informações são do portal Variety.

O relatório financeiro coincidiu com um dos períodos mais desafiadores da história de décadas da gigante do entretenimento. Poucas empresas de mídia foram tão duramente atingidas pela covid-19 quanto a Disney, que depende fortemente de eventos e experiências ao vivo. A pandemia de coronavírus deixou os negócios de filmes da Disney parados. Filmes como "Viúva Negra" e "Mulan" foram adiados por meses e só podem chegar aos cinemas depois que a pandemia acabar de vez.

Já o serviço Disney + chegou a 60,5 milhões de assinantes e teve trunfos como os filmes do musical Hamilton e de Beyoncé, Black is King. A Disney está estudando fazer uma avant première de Mulan no serviço de streaming, que só deve chegar ao Brasil no final do ano.

A empresa começou a reabrir lentamente seus parques na Flórida, Paris e Tóquio, além de Xangai e Hong Kong na China, embora os requisitos de distanciamento social tenham limitado o número de visitantes. O Disneyland Park, na Califórnia, permanece fechado.

Também os cruzeiros da Disney Cruise Line só devem retornar após outubro e a Disney teve de cancelar diversos eventos presenciais nos parques por causa dos novos protocolos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA