Movida

Filip Calixto   |   05/02/2024 08:19   |   Atualizada em 05/02/2024 15:02

Reorganização da Aviva vai fazer do Hot Park destino à parte

Investimentos no parque aquático já começaram a ser realizados e seguem até 2028

Divulgação
A Aviva quer fazer do Hot Park um destino independente e atrativo entre seus ativos
A Aviva quer fazer do Hot Park um destino independente e atrativo entre seus ativos

RIO QUENTE (GO) - Parque aquático inaugurado em 1997 como um anexo à estrutura de hotéis do complexo Rio Quente, no interior de Goiás, o Hot Park passou a ser uma atração independente do resort e atrair turistas de todo o Brasil. Com uma série de novas atrações e nome já consolidado entre os empreendimentos do tipo, o parque aquático agora terá um papel importante no plano de reorganização da Aviva para os próximos anos.

A ideia da empresa é fazer da estrutura um destino independente do complexo Rio Quente Resorts. Assim, a plataforma de entretenimento e hospedagem Aviva trabalhará como a administradora de três destinos – Costa do Sauípe, Hot Park e Rio Quente Resorts – independentes entre si.

"Vamos atuar para posicionar parque como destino. Pretendemos que o cliente queira ir ao Hot Park e os hotéis do Rio Quente, sejam eles dentro do complexo ou fora, sejam uma opção de hospedagem para essa viagem. Entendemos que assim conseguiremos democratizar a marca e trazer novos clientes", pontua o diretor de Marketing e Vendas da Aviva, Edson Cândido.

PANROTAS / Filip Calixto
Edson Cândido, diretor de Marketing e Vendas da Aviva
Edson Cândido, diretor de Marketing e Vendas da Aviva

O processo

Os passos para tirar o plano do papel já começaram a ser dados. O primeiro deles foi estruturar o parque para o aumento no volume de clientes que virá, começando pela alimentação.

"Nós sabemos que é comum o cliente de parques fazer um lanche rápido para aproveitar mais a diversão, e para posicionar o Hot Park como destino, a estratégia da Aviva foi começar pela entrega de uma gastronomia mais elaborada que dispõe de opções para todas as necessidades, por meio de um restaurante à la carte, que é o Maraé, e um buffet, o Rangará"

Edson Cândido

Nesse sentido, o Hot Park inaugurou dois restaurantes de diferentes tipos. Um com pratos à la carte e outro em formato buffet. O Maraé foi inaugurado em maio do ano passado e oferece um cardápio com pratos exclusivos. Mais recentemente foi a vez da abertura do Rangará, que está instalado em um salão com 500 lugres e recebeu R$ 13 milhões em investimentos.

PANROTAS / Filip Calixto
O Hot Park atrai turistas de todo o Brasil e a Aviva quer aproveitar essa aceitação para democratizar o acesso ao complexo
O Hot Park atrai turistas de todo o Brasil e a Aviva quer aproveitar essa aceitação para democratizar o acesso ao complexo

Outra etapa desse processo será desenvolvida nos próximos meses, com a criação de uma estrutura de storytelling que vai permear todas as atrações que já existem e as que virão.

O planejamento para o Hot Park é uma das fases de um grande projeto de investimentos do grupo que vai durar até 2028. As estimativas dão conta que R$ 1,2 bilhão será investido e obras que vão de reformas de hotéis à construção de casas em projeto fractional, passando também pela abertura de um parque aquático em Sauípe.


A reportagem da PANROTAS viaja a convite da Aviva

Esta empresa apoia o Fórum PANROTAS 2024

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias