Crescimento do Turismo no Japão estaciona em 2%

|

Pixabay
Tóquio é a 13ª cidade que mais recebeu turistas em 2017, com 9,7 milhões de estrangeiros
Tóquio é a 13ª cidade que mais recebeu turistas em 2017, com 9,7 milhões de estrangeiros
O Japão, hoje, é o segundo maior mercado de viagens da Ásia-Pacífico, e deve permanecer assim por um tempo - os mercados em crescimento do Sudeste Asiático e da Índia ainda têm um longo caminho para alcançá-lo. O baixo crescimento no segmento previsto para os próximos anos, porém, pode ameaçar este panorama.

De acordo com a pesquisa Japan Online Travel Overview Tenth Edition, divulgada nesta semana pela entidade especializada em Turismo Phocuswright, o país oriental estaria enfrentando dificuldades para crescer no segmento. A projeção do mercado total de viagens apontou uma Taxa Composta Anual de Crescimento (CAGR, em inglês) de apenas 2% entre 2017 e 2021, muito menor que a alta taxa observada na China (10%) e Índia (9%), os maiores motores de aumento turístico da região.

Assim, a expectativa segundo a pesquisa é que o mercado de viagens do Japão aumente, no total, 5% até 2020, chegando nos US$ 108 bilhões. Em 2021, uma correção pós-Jogos Olímpicos (que acontecem no ano anterior) deve reduzir esse número para US$ 106 bilhões.

OTIMISMO
Mesmo neste cenário, a Organização Nacional de Turismo do Japão está confiante que os números subirão. Após crescer 19,9% em visitantes internacionais no ano passado, com 28,6 milhões de turistas (em 2016 foram 24 milhões), as metas da entidade seguem ambiciosas. São aguardados 40 milhões de visitantes anuais até 2020, quando sediará os Jogos Olímpicos, além de US$ 72 milhões em gastos de estrangeiros. Para 2030, a expectativa é que o número de turistas chegue a 60 milhões por ano.

Para crescer também no Turismo interno, o governo japonês estaria criando um incentivo por meio de subsídios para pessoas que optarem por viajar dentro do país, finalizou a Phocuswright.


*Fonte: Phocuswright

conteúdo original: https://bit.ly/2IxxzYD
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA