Pedro Menezes   |   05/07/2024 09:26

Ceará espera mais de 300 mil turistas nas férias de julho

Uma das novidades é a rota entre Fortaleza e Orlando, que começou a ser operada pela Gol no fim de junho


PANROTAS/Alex Souza
Yrwana Albuquerque, secretária de Turismo do Ceará
Yrwana Albuquerque, secretária de Turismo do Ceará

A Secretaria de Turismo do Ceará projeta um crescimento de 5% no movimento de turistas neste mês. A expectativa é que o estado receba cerca de 315 mil turistas nas férias de julho. A previsão considera demanda turística, ocupação hoteleira e movimentação nos aeroportos do Estado.

A oferta de voos domésticos, por exemplo, deve crescer 12% em relação a julho de 2023, de acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). O estudo considera os três principais aeroportos do Estado, em Fortaleza, Juazeiro do Norte e Jericoacoara.

Uma das novidades é o voo internacional Fortaleza–Orlando, operado pela Gol, que estreou no último dia 27 de junho, além de mais uma frequência para Miami, totalizando cinco. Lisboa, com nove frequências, Buenos Aires com duas e Paris, com três, fecham a lista de conexões internacionais.

“Ao longo do primeiro semestre, realizamos um trabalho intenso de promoção das nossas regiões turísticas a nível nacional e internacional, importante para posicionar o estado entre os mais procurados nesse período em buscadores de viagens, operadoras e sites especializados”

Yrwana Albuquerque, secretária de Turismo do Ceará

Taxa de ocupação e receita turística

Divulgação
Taxa de ocupação hoteleira em alguns destinos deve ultrapassar os 80%, com destaque para as regiões litorâneas
Taxa de ocupação hoteleira em alguns destinos deve ultrapassar os 80%, com destaque para as regiões litorâneas

Segundo a Setur-CE, a taxa de ocupação hoteleira em alguns destinos deve ultrapassar os 80%, com destaque para as regiões litorâneas do estado.

Por fim, a receita turística gerada durante as férias de julho deve chegar a R$ 1,1 bilhão, incremento de 14,4%. A projeção é que o impacto na economia cearense seja superior a R$ 2 bilhões.

Tópicos relacionados