INAUGURAÇÕES

Com foco em jovens e artistas, Selina anuncia 3 hotéis em NY

A rede Selina anunciou a abertura de três propriedades nas redondezas de Nova York, nos Estados Unidos, em continuidade ao seu plano de inaugurar 15 hotéis no país até 2020. De acordo com a empresa, um dos objetivos dos novos empreendimentos é a criação de ambientes confortáveis e criativos para músicos, artistas e millennials de uma maneira geral que se hospedam na cidade.

“A velocidade a qual estamos crescendo em todo o mundo comprova a demanda do nosso modelo de hospitalidade. Estamos entusiasmados com as peculiaridades da América Latina, onde abrimos nossa primeira propriedade com tecnologia vinda da nossa equipe de inovação em Tel Aviv (Israel), e passamos a desenvolver hotéis e espaços de coworking pelos Estados Unidos. Ter uma presença tão proeminente no país é fundamental para o nosso público aventureiro”, contou o presidente da rede Selina, Yoav Gery.

Pixabay
Previsto para ser inaugurado em julho deste ano, o Selina Music Studios de Woodstock, cerca de 170 quilômetros distante de Nova York, está sendo construído em uma área de 27 mil metros quadrados e terá 297 camas, um pouco a mais que a propriedade a ser inaugurada no bairro Chelsea, já dentro da metrópole. No total, o chamado Hotel Americano terá 226 camas, espaço para cowork e um rooftop ao estilo galeria de arte.

O terceiro empreendimento programado para abrir ao longo de 2019 é o Bowery, também em Nova York. O hotel terá 200 camas, espaço para cowork, lojas e áreas comuns que serão ativadas durante todo o ano por artistas e músicos. Haverá, inclusive, um programa de residência no local que disponibilizará estúdios de gravação para músicos.

Atualmente, a rede Selina tem mais de 40 hotéis em desenvolvimento na América Latina, Europa e América do Norte, incluindo um no bairro da Vila Madalena, em São Paulo, previsto para ser inaugurado em agosto de 2019.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA