INVESTIMENTOS

Ocean Palace (Natal) anuncia reforma e serviço all inclusive premium


Divulgação
Ocean Palace, em Natal
Ocean Palace, em Natal

NATAL — Com administração familiar e inaugurado há 23 anos como o primeiro hotel cinco estrelas de Natal, o Ocean Palace Beach Resort & Bungalows vai oferecer, a partir de novembro, um sistema all inclusive que promete ser diferenciado, com categoria premium. Nas bebidas, por exemplos, os uísques, vinhos e cervejas terão rótulos para consumidores exigentes, como ressalta o diretor Ruy Gaspar, que no governo anterior foi secretário de Turismo do Rio Grande do Norte.

"Nosso pacote de alimentação e bebida vai ser caprichado. Vamos priorizar a qualidade. Serão quatro opções de refeição: Coffee Shop, La Luna (italiano), um asiático que vamos inaugurar este ano, além do Le Soleil, nosso restaurante francês, sofisticado, que permitirá marcação de jantar em dois turnos para o hóspedes que ficarem no mínimo quatro dias com a opção do sistema all inclusive premium", informa Gaspar.

Com 325 apartamentos em dois blocos, um com 162 quartos e o outro com 163 UHs, o resort urbano passou por ampla e recente reforma em todos os aposentos. Da ambientação à troca de todo o mobiliário. "Em 23 anos de operação, esta deve ser a décima vez que fazemos uma reformulação geral. Estamos sempre atentos às mudanças necessárias na hotelaria", comenta o diretor.

O parque aquático do Ocean Palace também foi inserido nas reformas, com a troca do piso das 11 piscinas (quatro infantis, quadro para adultos e três aquecidas). Outras mudanças, segundo Gaspar, foram na troca do sistema de ar condicionado central por splits individuais, assim como na recepção, que agora disponibiliza balcões baixos e cadeiras para os hóspedes durante check-in e check-out. O lobby bar mudou de local e passou a funcionar no espaço que servia à recepção anterior. O ambiente ganhou maior amplitude.


Emerson Souza
Ruy Gaspar, diretor do Ocean Palace
Ruy Gaspar, diretor do Ocean Palace

DE ONDE VÊM OS HÓSPEDES

O perfil do hóspede, segundo o diretor, também teve ligeira alteração nos primeiros sete meses do ano. Foram 89,92% de turistas nacionais e 10,08% de hóspedes internacionais, segundo levantamento detalhado de Ruy Gaspar, sempre atento a estatísticas.

No mercado doméstico, o primeiro lugar ainda é São Paulo (como em quase toda a hotelaria do Nordeste), com 37,74% de ocupação - 21,45% do interior e 18,29% da capital paulista. Em segundo lugar vem Minas Gerais, com 10,34%. Depois o Paraná, com 7,19%. Em quarto lugar, para surpresa do diretor do Ocean Palace, está a Paraíba, com 5,17% da ocupação registrada de janeiro a julho.

No internacional, ainda segundo Gaspar, a Argentina se mantém na liderança no Ocean Palace, com 5,11% de ocupação, seguida do Paraguai (outra surpresa, segundo ele), com 2,4%; Chile (0,76%) e Portugal (0,29%).

Veja fotos do Ocean Palace no álbum abaixo:
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA