Pousada do Sandi muda nome, conceito e abre receptivo

|


Divulgação/Sandi
Sandi Hotel, em Paraty
Sandi Hotel, em Paraty

A Pousada do Sandi agora é Sandi Hotel. Com novo nome e nova logomarca, a empresa de Paraty (RJ) está investindo em um novo posicionamento, com o intuito de expandir e aprimorar a experiência de seu hóspede (veja mais fotos no álbum ao fim da nota).

"É mais uma mudança de marca do que de produto, pois a pousada sempre teve serviços de hotel", afirma a consultora em Hospitalidade e Mercado de Luxo Melissa Fernandes. "Estamos dando uma refinada nos detalhes, com uma logomarca mais clean, que traduz essa transição sutil", completa a ex-Unique Hotel.

Uma das principais novidades é o chamado Quadrado Mágico, um novo conceito assumido pelo Sandi Hotel. Trata-se de uma referência ao quarteirão que abriga o empreendimento e outros espaços pensados para os hóspedes, como o Restaurante Pippo, de cozinha siciliana, a Gelateria Miracolo, um dos mais famosos sorvetes artesanais da cidade, o Bar Apothekario, dedicado a alta coquetelaria, em parceria com Alê Dagostino (melhor barman de São Paulo, Veja 2020), que abriga uma galeria com exposição permanente do primeiro mapa do Brasil e litogravuras de mais de 200 anos com as temáticas de fauna e flora brasileira.

Além da consultoria de Melissa, o hotel conta com gerente de Relacionamento Félix Jorge para cuidar de cada passo da jornada do hóspede. Entre os detalhes recentes, o hotel ganhou novo enxoval, café da manhã com mais itens artesanais, e a possibilidade de customizar as bebidas e frutas favoritas, que o hóspede encontra no quarto, ao chegar, entre outros mimos personalizados.

O hotel conta com 26 apartamentos, além da Casa Bromélias, sobrado de quatro suítes, sendo duas quádruplas, com banheira em todas elas. A casa, vizinha ao hotel, vai contar com obras de arte moderna e litogravuras de flores e pássaros.

"Com conceito híbrido de villa e hotel, a casa poderá ser inteira alugada por famílias e grupos, ou funcionar como extensão para os hóspedes do Sandi. A expansão faz parte do processo de ‘butiquização’ do hotel”, afirma o empresário Sandi Adamiu, que administra os negócios do grupo ao lado da mãe, Sandra Foz, fundadora e decoradora do hotel.

RECEPTIVO NÉCTAR EXPERIENCE
Para além do Quadrado Mágico, foi lançada a operadora receptiva Néctar Experience, que customiza sob demanda as atividades dos hóspedes em terra e mar. Entre as opções de mar, com barcos próprios, pode-se programar uma visita a Villa Bom Jardim, propriedade disponível para locação, com uma casa de sete suítes e um loft de vidro com vista para o mar e a Mata Atlântica, e a Fazenda Marinha Coquille da Cajaíba, que fornece vieiras frescas para o hotel e colabora com o fomento à economia caiçara local.

Membro da diretoria do Sandi Hotel, Caio Pereira lembra que, em meados dos anos 1980, o pai de Sandi Adamiu, Alexandre Adamiu, empresário do cinema e então diretor da Paris Filmes, inovou, ao criar a primeira pousada de luxo da cidade. "Hoje, é o filho quem inova mais uma vez, expandindo o conceito de hospitalidade do hotel, mantendo a tradição e excelência no serviço", diz Caio.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA