Fabíola Bemfeito   |   20/04/2022 12:34   |   Atualizada em 20/04/2022 12:40

Sandals celebra 40 anos com nova visão e resort reimaginado nas Bahamas

E resort reimaginado nas Bahamas

Reprodução/Sandals Royal Bahamian
Sandals Royal Bahamian
Sandals Royal Bahamian
NASSAU (BAHAMAS) – Começou com uma noite dos anos 1980 da melhor qualidade – afinal, a Sandals foi criada em 1981 –, seguiu com uma reunião dos clientes mais fiéis da rede hoteleira, que acontece essa semana em Nassau, e culminou com a apresentação de um novo resort, repaginado não, mas “reimaginado”, como prefere Adrian Whitehead, gerente geral do Sandals Royal Bahamian Spa Resort & Offshore Island, que, com 26 anos de operações, está com cara e alma de recém-inaugurado nas Bahamas.

Tudo parece novo no resort, que aproveitou a pandemia para se reinventar e reabriu depois das mudanças há apenas três meses. Mas não é uma mudança de decoração, reformas ou nos novos restaurantes. Trata-se de uma mudança de energia, da atmosfera do resort, para “uma nova visão, uma nova era para a Sandals”, garante Whitehead. E a nova visão não é exclusividade do Royal Bahamian, e vale para toda a rede, que optou por isso depois de analisar pesquisas com seus hóspedes e também com os consumidores em geral.

“Isto é onde nosso hóspede nos trouxe e para onde intencionamos ir com ele. Queremos manter nossos clientes, claro, mas também buscamos encantar novos visitantes e garantir que estejam aqui pelos próximos 20 anos”, afirmou o gerente em uma conversa com um pequeno grupo de veículos de imprensa latino-americanos convidados para conhecer as novidades do hotel, entre eles o Portal PANROTAS, acompanhados pela diretora de Marketing e Vendas para a América Latina da Unique Vacations Inc., Sandals e Beaches, Arlenes Garcia.

Esse, segundo Whitehead, é um grande desafio, afinal mudar algo que trouxe a rede até aqui precisa ser feito com muito cuidado, para seguir cativando os que já são clientes da rede. O público principal do resort continua sendo formado por casais. Não é um hotel para famílias, crianças não se hospedam – as famílias são foco dos Beaches, outra rede da família Sandals.

PANROTAS / Fabíola Bemfeito
Adrian Whitehead, gerente geral do Sandals Royal Bahamian Spa Resort & Offshore Island, com a diretora de Marketing e Vendas para a América Latina da Unique Vacations Inc., Sandals e Beaches, Arlenes Garcia
Adrian Whitehead, gerente geral do Sandals Royal Bahamian Spa Resort & Offshore Island, com a diretora de Marketing e Vendas para a América Latina da Unique Vacations Inc., Sandals e Beaches, Arlenes Garcia
MUDANÇAS

Assim, em uma mudança emblemática que está longe de ser e única, saiu por exemplo o anfiteatro e o fim das atividades por volta das 22h no Royal Bahamian, para dar lugar ao Coconut Groove, uma área ao ar livre que não tem hora para fechar e deve seguir até pelo menos 2h ou 2h30 da manhã.

Lá estão foodtrucks, iluminação colorida, pista de dança, bar, mesa de totó (pebolim), pingue-pongue e muitos sofás e poltronas em volta para acompanhar toda a movimentação de DJs, cantores, dançarinos e tantos colaboradores que integram o time de entretenimento do Sandals Bahamian. Tudo, claro, com vista para o mar. Símbolos de uma bela e divertida visão de futuro, cheia de energia e com muito alto astral. Saiba mais sobre o renovado empreendimento aqui.

Veja mais fotos abaixo

Fabíola Bemfeito, especial para a PANROTAS, viaja a convite da Sandals Resorts, voando Copa Airlines

Tópicos relacionados