Desempenho de hotéis nos EUA continua melhorando

|

Os dados do desempenho de hotéis nos EUA coletados pela STR para a semana que terminou em 27 de junho mostraram outro pequeno aumento em relação às semanas anteriores e quedas menos graves ano após ano.

Divulgação
Ocupação total teve uma variação percentual de 46,2%, em comparação com a mesma semana em 2019
Ocupação total teve uma variação percentual de 46,2%, em comparação com a mesma semana em 2019
De 21 a 27 de junho, a ocupação total teve uma variação percentual de 46,2%, em comparação com a mesma semana em 2019, registrando uma queda de 38,7% – entre 14 e 20 de junho a variação foi de 43,9%. A taxa média diária no período foi de US$ 95, 37, com uma diminuição de 29%. Já a receita por quarto disponível (RevPAR) registrou US$ 44, 03, representando uma queda de 56,5%.

Os dados agregados para os 25 principais mercados apresentaram ocupação mais baixa, de 40%, do que a média nacional, mas taxa média diária ligeiramente superior, de US$ 95,43. Norfolk/Virginia Beach, em Virgínia, foi o único a atingir um nível de ocupação maior que 60%, de 61,4%.

Dois mercados adicionais superaram 50% de ocupação: Detroit, no Michigan, com 52%, e Tampa/St. Petersburg, na Flórida, registrando 51,1%. As regiões com a ocupação mais baixa da semana analisada incluíram a Ilha de Oahu, no Havaí, com 15%, Boston, em Massachusetts (27,5%), e Orlando, na Flórida, com 28,9%. Vale ressaltar que em Nova York a ocupação foi de 42,4%, ante 43,6% na semana anterior. Em Seattle (Washington), foi de 33,2%, estável em relação à semana anterior.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA