Grupo Privé (GO) reabre hotéis e destaca cuidados especiais

|

Divulgação
Grupo administra sete hotéis e dois parques aquáticos em Caldas Novas
Grupo administra sete hotéis e dois parques aquáticos em Caldas Novas
Com autorização da administração municipal de Caldas Novas (GO), que permite a reabertura de meios de hospedagem desde ontem (1), Grupo Privé Hotéis e Parques reativou a operação dos sete hotéis da rede. As unidades voltam a funcionar com cuidados especiais de saúde e capacidade reduzida de hospedagem, conforme pede a gestão da cidade. Os parques aquáticos podem voltar a funcionar a partir do dia 10, também com protocolos específicos.

A reabertura foi possível depois que a rede apresentou aos órgãos municipais de saúde o seu protocolo de retomada. O documento reúne normas de limpeza, distanciamento e outras medidas como o contingenciamento de pessoas nas recepções, restaurantes e em ambientes de uso comum, além de atendimento para idosos e pessoas do grupo de risco como prioritário, visando uma menor exposição desse público.

"Estamos comprometidos para que nossos visitantes, parceiros e colaboradores tenham segurança e tranquilidade nesse momento, que foi tão aguardado por turistas e clientes, que já conhecem os nossos empreendimentos. São novos tempos e novos hábitos e por esse motivo, os cuidados com a higiene e o cumprimento das normas estabelecidas pelas autoridades de saúde, como o uso constante de máscara e o distanciamento entre pessoas devem ser redobrados"?, aponta o diretor executivo do Grupo Privé Hotéis e Parques, Leonardo Ortega.

Entre as medidas a serem adotadas para a reabertura, conforme explica o diretor, também estão a orientação por meio de cartilhas explicativas em versão de comunicação adaptada para adultos e crianças, manuais de conduta para colaboradores, intensificação da higienização, álcool 70% nos ambientes comuns e EPI?s para colaboradores, controle de acesso, marcação de lugares em filas e nos ambientes, como áreas de alimentação. "Além disso, espaços como as academias só poderão ser utilizados mediante agendamento prévio e com capacidade reduzida", completa Ortega.

De acordo com o protocolo, como medida protetiva, crianças de até dois anos não poderão fazer check-in. Outra medida adotada será o monitoramento da temperatura dos turistas. A exceção do uso de máscara ocorrerá somente nas piscinas e no momento de consumo de alimentos ou bebidas em locais reservados e com mesas apropriadas.

Caso um hóspede ou colaborador apresente sintomas da covid-19 será imediatamente orientado a procurar atendimento em uma unidade básica de saúde. Os agentes de saúde farão o devido encaminhamento e, se necessário, darão as orientações em relação ao tratamento.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA