Accor já reabriu 80% de seus hotéis e reservas são de última hora

|


Emerson Souza
Patrick Mendes, CEO da Accor na América do Sul
Patrick Mendes, CEO da Accor na América do Sul
A retomada nos hotéis da Accor no Brasil e na América do Sul já recomeçou. A rede hoteleira, maior em número de hotéis e faturamento no Brasil, já reabriu 80% de seus 386 hotéis na América do Sul. Um dos que ainda não reabriram por aqui é o Fairmont Rio de Janeiro, previsto para setembro.

Segundo o CEO da rede na região, Patrick Mendes, os hotéis que já reabriram têm recebido reservas até no mesmo dia dia da chegada, para viajantes que chegam de carro e a lazer (comportamento alinhado com o que está ocorrendo nos hotéis da rede na Europa). E a maioria prefere os hotéis midscale e econômicos, com os produtos premium ainda com procura tímida.

O viajante corporativo também ainda não retornou, apenas os que atuam em atividades consideradas essenciais, e mesmo assim em menor número. Recuperação mesmo, só em cerca de dois ou três anos, acredita Mendes. Mas alguns hotéis já realizam eventos híbridos, mostrando que o retorno é real. Quanto ao nível tarifário pré-crise, a previsão é de volta de 12 a 15 meses.

Os investimentos em novos hotéis também continuam. No pipeline da Accor são 62 no Brasil e total de 94 na região. Além disso a rede tem investido em adaptações aos novos anseios do consumidor e em novos produtos. Repensar a hospitalidade é um dos legados da pandemia, de acordo com Mendes, que deu entrevista esta semana à PANROTAS.

O bate papo completo você lerá na próxima edição da Revista PANROTAS, na sexta-feira, 28. Mendes fala sobre novos produtos, como o Room-Office, pacotes de longa estada, eventos híbridos, e mudanças operacionais e de vendas em Alimentos & Bebidas, além das tendências do setor, das medidas do governo e de como a Accor se prepara para os próximos anos.

ROOM-OFFICE
O produto Room-Office, aliás, já está disponível em 23 hotéis de São Paulo e em outros 35 endereços – na capital, litoral e interior paulista e outras regiões do Brasil (Alagoas, Amazonas, Ceará, Bahia, Brasília, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Sul). O produto é destinado a quem deseja usar a estrutura de um quarto de hotel para trabalhar, com todas as adaptações necessárias para isso. É uma forma de sair de casa para trabalhar, em segurança e com facilidades de uma marca hoteleira.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA