Hyatt reforça protocolos de segurança em hotéis da marca

|

Divulgação
Uma das propriedades da empresa no Brasil fica no Rio de Janeiro
Uma das propriedades da empresa no Brasil fica no Rio de Janeiro
Companhia internacional que administra quatro empreendimentos no Brasil, a rede Hyatt trabalha no reforço das medidas de segurança para hóspedes e colaboradores. Seguindo as orientações médicas para ajudar a reduzir a propagação do covid-19, todos os hotéis da marca nas Américas agora exigem coberturas faciais em áreas públicas internas, o que inclui espaços para reuniões e eventos, restaurantes e bares e academias de ginástica.

As exceções para a nova regra são pessoas com condições médicas específicas, durante o consumo de alimentos ou bebidas em restaurantes e crianças menores de dois anos.

A companhia informa que hóspedes que não estiverem usando coberturas faciais nas dependências dos hotéis serão convidados a providenciar uma e, em todos os hotéis Hyatt, máscaras faciais estão disponíveis para todos que não as possuam. Os empreendimentos da marca solicitam ainda que seus clientes pratiquem o distanciamento social adequado em áreas públicas internas e externas.

Os colaboradores também são alcançados pelas medidas de segurança. Cada funcionário também é orientado a utilizar máscaras faciais, além de equipamentos de proteção individual (EPI's) adicionais com base nas especificações do trabalho. Essas medidas estão especificadas num documento chamado Compromisso Global de Cuidados e Limpeza (hyatt.com/care-and-cleanliness).

"Essa nova política ocorre em um momento crucial frente os desafios atuais do covid-19 e nos ajuda a cuidar da saúde e segurança de nossos hóspedes e colaboradores", reitera o presidente e CEO da companhia, Mark Hoplamazian.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA