Hotéis da Ásia-Pacífico mostram sinais contínuos de recuperação

|

A indústria hoteleira da Ásia-Pacífico registrou uma melhoria contínua de desempenho desde os pontos mais baixos da pandemia de covid-19, graças à forte demanda doméstica e feriados, de acordo com dados e perspectivas da STR.

Divulgação
Indústria hoteleira da Ásia-Pacífico registrou melhoria contínua de desempenho desde os pontos mais baixos da pandemia de covid-19
Indústria hoteleira da Ásia-Pacífico registrou melhoria contínua de desempenho desde os pontos mais baixos da pandemia de covid-19
No dia 3 de outubro, durante o período prolongado da Golden Week, que coincidiu com o feriados do Dia Nacional da República Popular da China e do Festival da Lua, de 1 a 8 de outubro, o mercado registou uma ocupação de 83%, quase atingindo os níveis de 2019.

Já durante a Silver Week (de 19 a 22 de setembro), o Japão viu um aumento de ocupação impulsionado principalmente também pela demanda doméstica. O mercado registrou seu maior nível de no dia 23, sendo de 67%. Semelhante a outros destinos ao redor do mundo, os destinos regionais e de lazer, como Hokkaido e Okinawa, começaram a ver um crescimento de ocupação mais substancial, enquanto Tóquio e Osaka estão começando a ver um aumento inicial suave.

Em muitos dos principais mercados da região, os fins de semana continuam a produzir os mais altos níveis de ocupação. Os resorts no Vietnã, por exemplo, registraram ocupação de até 40% durante os finais de semana. Os dias de semana na Coreia do Sul ainda apresentam baixos níveis de ocupação (de 20% a 25%), em comparação aos fins de semana (60%). Hong Kong apresenta uma tendência semelhante, já que os níveis de ocupação durante os finais de semana chegaram a 55% e os dias de semana aumentaram para 40%. Austrália e Nova Zelândia também continuam melhorando, com a ocupação na Nova Zelândia sendo de apenas 25% abaixo dos números do ano passado.

“Ao contrário dos declínios que vimos nos EUA, após o Dia do Trabalho, ou na Europa, depois das férias de verão, os mercados da Ásia-Pacífico continuaram crescendo. Em setembro, 70% ou até mais foi registrado nos principais destinos da China, como Sanya, Shenzhen, Chengdu e Xian. O que é mais notável é que essas regiões estão apresentando crescimento ano a ano na métrica, o que não é comum para a maior parte do mundo neste momento”, diz o diretor de Área da STR para a região, Jesper Palmqvist.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA