IHG: resultados trimestrais dão motivo para acreditar em retomada

|


Divulgação/IHG
Keith Barr, CEO do IHG
Keith Barr, CEO do IHG
O InterContinental Hotel Group (IHG), em seu resultado consolidado do primeiro trimestre, demonstrou uma retomada na demanda no início deste ano, particularmente nos mercados dos Estados Unidos e da China, em um movimento que se mostrou contínuo em abril, segundo a rede.

A receita por apartamento disponível do grupo (RevPar) chegou a metade do período pré-pandemia, com queda de 50,6% na comparação com o primeiro trimestre de 2019, refletindo uma redução de 23% na capacidade.

A taxa de ocupação ficou em 40% de janeiro a março, com 223 hotéis ainda de portas fechadas em 31 de março (4% do portfólio global).

Foram inauguradas 56 novas propriedades no período, representando 7,3 mil apartamentos, mas por outro lado foram fechados definitivamente 9,5 mil apartamentos, em 61 hotéis.

"Abrimos 56 hotéis durante o primeiro trimestre, e essas inaugurações compensaram amplamente os empreendimentos fechados, em nossa estratégia de manter imóveis da mais alta qualidade para nossos clientes", afirma o CEO da IHG, Keith Barr.

"O mercado continuou melhorando durante o primeiro trimestre de 2021, e o IHG teve um desempenho muito bom em mercados-chave, com aberturas e outros sinais de melhora, mantendo a expansão de nossas marcas pelo mundo. Embora o risco de volatilidade permaneça para o balanço do ano, há evidências claras de melhorias adicionais nos dados de reservas nos próximos meses", completa o executivo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA