Ocupação da hotelaria de Salvador indica retomada a partir de junho

|


Max Haack/Secult Salvador
A capital baiana já está na fase verde, com restrições mais brandas no comércio
A capital baiana já está na fase verde, com restrições mais brandas no comércio
Dados da ABIH-BA (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia) aponta para a recuperação progressiva da oferta hoteleira e do Turismo de Salvador em junho. De acordo com índices do relatório mensal da associação, no mês passado a taxa média de ocupação foi de 36%, superior à do mês anterior (28,69%), e bem superior ao mesmo mês no ano passado, quando a média era de 19,04%.

Os números positivos do período, que já sua considerados pela ABIH como indícios de retomada do setor, podem ser verificados também na diária média, que apresentou crescimento em relação ao mês anterior, passando de R$ 328,13 em maio para R$ 338,58 em junho.

Para o presidente da ABIH baiana, Luciano Lopes, com a Fase Verde (que flexibiliza as restrições de comércio) na capital baiana, espera-se resultado ainda melhor em julho. “A liberação das atividades essenciais para o Turismo, como as praias, bares, restaurantes, parques, espaços de convenções e centros culturais, vão possibilitar o incremento do fluxo na hotelaria. Pesquisas mostram que Salvador é um dos destinos mais desejados e é fundamental que a experiência da visitação seja completa. Estamos preparados para atender a todos com os protocolos de segurança”, ressalta Lopes.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA