TECNOLOGIA

Como a tecnologia pode auxiliar o RH do setor hoteleiro?

As grandes redes hoteleiras vivem pressionadas a oferecerem os melhores níveis de atendimento e serviços junto aos seus clientes, algo que passa fundamentalmente pela formação da equipe de funcionários e, consequentemente, pelo departamento de Recursos Humanos.

Agora, com diferentes necessidades operacionais ao longo do ano, manter um time adequado tanto em tamanho como, principalmente, em capacidade profissional, é um grande desafio, porém, o surgimento de novas tecnologias pode auxiliar nessa missão.

Dreamstime
Recursos Humanos já percebeu que precisa se adaptar para alcançar funcionários
Recursos Humanos já percebeu que precisa se adaptar para alcançar funcionários
Durante o último Travel Daily Executive Summit, realizado em Bangcoc, na Tailândia, alguns problemas da área foram levantados, assim como possíveis soluções, claro. Dentre os temas abordados, um dos principais foi o relacionado à motivação do funcionário. Como mantê-lo feliz e engajado no trabalho, por exemplo?

Uma das ferramentas sugeridas foi o Engage Rocket, que busca formar um ambiente de trabalho mais saudável através de análises em tempo real sobre os funcionários e suas necessidades naquele momento. No exemplo, que teve uma empresa hoteleira de Singapura como referência, o RH realizou diversas pesquisas para entender o que as pessoas estavam sentindo, recebeu feedbacks e, em menos de seis meses, conseguiu aumentar em 10% o engajamento dos funcionários.

Embora o período da análise ainda seja curto, a capacidade de executar intervenções imediatas e direcionadas criou um ROI (Retorno Sobre Investimento) mais de dez vezes superior aos obtidos por sistemas de análise anteriores. Mais que isso: o trabalho para entender os dados obtidos foi reduzido e os ganhos em eficiência foram estimados em até US$ 181 mil.

ENTRANDO NO RITMO
Outro exemplo exposto foi o de uma rede hoteleira que hospeda mais de 20 milhões de pessoas por ano e conta com uma equipe de cerca de 12 mil funcionários. O diretor de operações e atendimento ao cliente não estava satisfeito com o desempenho dos mais jovens do seu staff, aqueles considerados “millennials”, pois treinamentos tradicionais não surtiam o efeito esperado. Até que a empresa passou a usar um aplicativo chamado Gnowbe.

Com “micro-aulas” interativas, criativas e flexíveis recheadas de vídeos curtos, quizzes, frases e reflexões acessíveis nas palmas das mãos, os estudos claramente avançaram entre os “alunos” e as informações passaram a ser assimiladas de maneira mais efetiva.

De acordo com a análise do caso, o engajamento dos funcionários foi dez vezes maior que o visto em outras plataformas de aprendizado online e a agilidade do treinamento permitiu que novos contratados entrassem no ritmo da empresa mais rapidamente.

OS BOTS RESPONDEM
O encontro organizado também abordou o uso de inteligência artificial e bots, robôs que resolvem situações recorrentes e mais simples que não necessitam de um funcionário fisicamente real. No caso analisado, um sistema chamado Su-Ette foi utilizado para proporcionar respostas rápidas e criativas para perguntas que constantemente pipocavam em outras frentes de comunicação da empresa, como e-mails, messengers e redes sociais. Resultado: o tempo para resolução de problemas simples foi reduzido em 37%, assim como o número de funcionários do RH designados para tal suporte.

INCENTIVAR FAZ BEM
Outra tecnologia destacada foi o aplicativo Rewardz, que permite e estimula uma série de desafios, geralmente envolvendo bons hábitos relacionados à saúde, aos participantes, que competem entre si por prêmios e benefícios oferecidos pela companhia, além de melhorarem alguns índices físicos, claro.

Afinal, funcionários saudáveis, motivados e capacitados são essenciais para o sucesso de uma empresa, principalmente aquelas que têm o atendimento ao consumidor como um diferencial, como é o caso da hotelaria.


*Fonte: Travel Daily Media

conteúdo original: https://bit.ly/2PHJraG
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA