Austrália se retira do Brasil após sete anos com representante

|

Jhonatan Soares
Lisa Verbeck e Craig Bavinton, do Tourism Australia
Lisa Verbeck e Craig Bavinton, do Tourism Australia
O órgão de promoção Tourism Australia decidiu deixar a representação no mercado brasileiro após sete anos, como revelou à reportagem na ILTM Latin America o diretor para o continente, Craig Bavinton. É o segundo destino a encerrar as atividades por aqui em questão de meses, após o Canadá fechar as portas em novembro de 2017.

Bavinton, que esteve acompanhado da diretora de Marketing para as Américas, Lisa Verbeck, explicou o porquê dessa decisão. “Trata-se de uma mudança estratégica do nosso escritório. Fizemos uma revisão anual de orçamento e tivemos de tomar a difícil decisão de encerrar o modelo de representação por aqui”, esclareceu a executiva.

NÚMEROS
A Austrália registrou índices positivos do mercado brasileiro em 2017. Em número de chegadas, o crescimento de dois dígitos (18,2%) fez com que quase 56 mil visitantes se deslocassem até o país da Oceania. O principal mercado sul-americano tem um número tímido em relação às entradas em nível global, mas é o quarto que mais gasta no mundo.

Em texto entregue à PANROTAS, a autoridade australiana diz que o crescimento de mercado é pequeno em relação a outras praças e parte dessa alta está direcionada ao intercâmbio. O plano do país é dobrar o número de receitas em pernoites para US$ 140 bilhões até 2020.

A China ultrapassou nos últimos meses a Nova Zelândia como maior emissor de turistas no mundo. Os demais países que completam o top cinco são Estados Unidos, Reino Unido e Índia.

Ainda assim, Bavinton fez questão de reforçar que o Brasil permanece relevante para a Austrália. Ele sugeriu que a Qantas observa São Paulo como um dos três mercados-chave para a ligação de um voo direto. A aérea se prepara para receber novos Boeing 787 nos próximos meses, facilitando a conexão que hoje é feita via Chile e Argentina.

OPÇÕES AO TRADE
Os agentes de viagens têm sido informados da mudança durante a ILTM Latin America. Os profissionais têm recebido um material impresso que informa as fontes de acesso a treinamentos.

O programa Aussie Specialist (APS), as feiras Australian Tourism Exchange (ATE) e Luxperience continuarão a fornecer a capacitação e profissionalização do mercado, garante Lisa Werbeck. Ela ainda assinala que parceiros como Latam Airlines, Air New Zealand e a própria Qantas continuarão a reforçar seus treinamentos pelo Brasil.

Em sete anos, a Interamerican Network e, mais recentemente, a empresa de Bavinton foram as agências responsáveis pela representação de capacitação, promoção e assessoria do destino no País.

O contrato de representação do Tourism Australia será encerrado em 30 de junho deste ano.

A PANROTAS é media partner da ILTM Latin America
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA