Destinos destacam a importância do agente na retomada

|

Nesta quarta-feira (17), a Abav Nacional promoveu mais uma live para apresentar a visão das empresas de marketing de destinos sobre a retomada do mercado internacional. Com mediação da presidente da associação, Magda Nassar, o encontro contou com a participação de Ana Maria Donato, da Imaginadora; Danielle Roman, da Interamerican; Jane Terra, da JTerra Marketing; e Sheila Nassar, da Vertebratta.

A live foi gravada e está disponível no canal do Youtube da Abav Nacional
A live foi gravada e está disponível no canal do Youtube da Abav Nacional
Mesmo com as restrições de fronteiras impostas pelos EUA aos brasileiros, os destinos norte-americanos continuam interessados em investir no Brasil por ser um mercado muito potente, mas a prioridade é a segurança dos cidadãos. "O impacto da pandemia foi tão grande para esses mercados que, agora, eles não conseguem pensar além do doméstico. Além disso, muitos destinos ainda estão com as fronteiras fechadas. Eu acredito que no momento em que eles sentirem que precisam dos brasileiros, as fronteiras serão reabertas. Coincidentemente, tudo vai casar", afirmou Danielle Roman.

Em relação aos consumidores, é consenso entre as participantes que o desejo de viajar do brasileiro permanece vivo, mas é necessário restaurar a confiança para que essas viagens voltem a acontecer em breve. "O momento agora é de realinharmos a nossa mensagem para que o fator confiança seja retomado. A união do setor é fundamental para que essa retomada aconteça", ressaltou Jane Terra.

Além da confiança, outros fatores foram destacados como propulsores para a retomada das viagens internacionais, como a situação econômica dos viajantes e a implementação dos protocolos de saúde nos destinos. "Estamos no momento de entender os novos modelos para se trabalhar. Não há pesquisa que possa garantir qual vai ser o comportamento do viajante. Mas sabemos que quem vai viajar são aquelas pessoas que não tiveram suas economias tão devastadas. Por isso, eu acredito que esse ciclo deve começar a ser visto com maior clareza no segundo semestre de 2021", destacou Ana Maria Donato.

O PAPEL DO AGENTE DE VIAGENS NO PÓS-PANDEMIA

Durante a live, foi unânime o destaque para o papel do agente de viagens atualmente. Para a presidente da Abav Nacional, a retomada do Turismo não seria possível sem os agentes de viagens. "Os agentes fizeram toda a diferença nesse processo de remarcações e repatriações. Eles criaram uma rede de proteção aos consumidores que está sendo muito reconhecida pelo mercado e pelos próprios clientes", ressaltou.

Mais do que vender o produto, o agente agora tem o papel de educador e representante do passageiro durante a viagem. As convidadas ressaltaram que os profissionais do Turismo devem transmitir segurança aos clientes, ensiná-los como eles devem se comportar nos destinos e garantir que eles tenham o suporte necessário durante a viagem.

No entanto, o momento atual exige uma reflexão dos agentes de viagens para que seu papel se consolide cada vez mais. "É hora de parar e fazer uma crítica construtiva em relação ao que vinha sendo feito de certo e errado, e esse é um momento que nos proporciona isso. Eu acho que também é preciso pensar em como podemos oferecer mais de um destino do que apenas aquilo que facilmente é encontrado em outro lugar", disse Sheila Nassar.

Para as participantes, a pandemia também ocasionou uma transição na comunicação com o consumidor final, fazendo com que o agente seja um importante canal para transmitir as mensagens dos destinos. "Nos últimos anos, o agente de viagens se acomodou muito, principalmente com o advento da Internet. Então agora é o momento para esse profissional refletir o seu papel e se reinventar. Cabe a nós ensinar como o cliente deve atuar em nossos mercados, pois daqui para frente ele só vai escolher o destino que demonstre confiança e segurança", explicou Danielle.

Clique aqui para assistir à live da Abav Nacional na íntegra.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA