CONSOLIDADORAS

Consolidadoras recebem aéreas para almoço de fim de ano em São Paulo


Emerson Souza
Ricardo Paci, da Tyller, Cristiano Ratton, da PVT, Wagner Chaves, da Sakura, Ralf Aasmann, da Air Tkt, Juarez Neto, presidente do Conselho da Air Tkt, e presidente da Ancoradouro, Juliana Abrantes, da Esferatur, Marco Aurélio Di Ruzze, da BRT, Luciano Guimarães, da RexturAdvance, Márvio Mansur, da Flytour Gapnet, e Arthur Garófalo, da Confiança
Ricardo Paci, da Tyller, Cristiano Ratton, da PVT, Wagner Chaves, da Sakura, Ralf Aasmann, da Air Tkt, Juarez Neto, presidente do Conselho da Air Tkt, e presidente da Ancoradouro, Juliana Abrantes, da Esferatur, Marco Aurélio Di Ruzze, da BRT, Luciano Guimarães, da RexturAdvance, Márvio Mansur, da Flytour Gapnet, e Arthur Garófalo, da Confiança

As associadas da Air Tkt (Ancoradouro, BRT, Confiança, Esferatur, Flytour Gapnet, PVT, RexturAdvance, Sakura e Tyller) receberam representantes das empresas aéreas nacionais e internacionais e parceiros, como os GDSs e algumas associações, para um almoço no restaurante Cantaloup, de confraternização de final de ano.

Não que 2019 já tenha acabado, pois muitas consolidadoras ainda têm produtos, como os fretamentos e bloqueios para o Mundial de Clubes, em Doha, no Catar, e as promoções de verão, incluindo a Black Friday nesta semana, mas chegar ao final do ano com resultados de crescimento é algo a se comemorar. Afinal, foi o ano da saída da Avianca Brasil do mercado, além de o crescimento econômico ter sido aquém do esperado (mas pelo menos veio).

O aumento da tarifa doméstica, devido à parada da Avianca Brasil e à saída de 11 aeronaves da Gol para manutenção (os 737NG), e o dólar alto em relação ao real compensaram o crescimento menor que o esperado, aumentando a receita das consolidadoras. Segundo o diretor da Air Tkt, Ralf Aasmann, as nove associadas respondem por cerca de 80% da movimentação do segmento de consolidação no País.


Emerson Souza
Wagner Chaves, da Sakura, Carlos Vazquez, da Air Tkt, e Gleyson Ranieri, da Air Canada
Wagner Chaves, da Sakura, Carlos Vazquez, da Air Tkt, e Gleyson Ranieri, da Air Canada

Em 2019 alguns destaques das associadas incluíram muita movimentação de profissionais e também novas estruturas, como a chegada de Márvio Mansur à Flytour Gapnet, a parceria entre a Ancoradouro e o Grupo PVT (a primeira assumindo toda a operação do negócio de consolidação da segunda), a incorporação da Esferatur à Rextur Advance (esta sempre bastante elogiada nas calls com investidores da CVC Corp), o novo escritório da Tyller e a ida de Emerson Camilo para a Sakura, que também reformulou sua marca. A BRT e a Confiança, por sua vez, ampliaram seus investimentos na capital paulista.

Foi um ano cheio de desafios, e alguns deles continuam, mas há otimismo para 2020, apesar de incertezas sobre o desenho da aviação no Brasil e no mundo, com a possibilidade de novos entrantes e acordos sendo redesenhados depois do anúncio de parceria da Latam com a Delta Air Lines.

Confira abaixo algumas fotos do almoço da Air Tkt, em São Paulo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA