Consolidadoras recebem aéreas para almoço de fim de ano em São Paulo

|


Emerson Souza
Ricardo Paci, da Tyller, Cristiano Ratton, da PVT, Wagner Chaves, da Sakura, Ralf Aasmann, da Air Tkt, Juarez Neto, presidente do Conselho da Air Tkt, e presidente da Ancoradouro, Juliana Abrantes, da Esferatur, Marco Aurélio Di Ruzze, da BRT, Luciano Guimarães, da RexturAdvance, Márvio Mansur, da Flytour Gapnet, e Arthur Garófalo, da Confiança
Ricardo Paci, da Tyller, Cristiano Ratton, da PVT, Wagner Chaves, da Sakura, Ralf Aasmann, da Air Tkt, Juarez Neto, presidente do Conselho da Air Tkt, e presidente da Ancoradouro, Juliana Abrantes, da Esferatur, Marco Aurélio Di Ruzze, da BRT, Luciano Guimarães, da RexturAdvance, Márvio Mansur, da Flytour Gapnet, e Arthur Garófalo, da Confiança

As associadas da Air Tkt (Ancoradouro, BRT, Confiança, Esferatur, Flytour Gapnet, PVT, RexturAdvance, Sakura e Tyller) receberam representantes das empresas aéreas nacionais e internacionais e parceiros, como os GDSs e algumas associações, para um almoço no restaurante Cantaloup, de confraternização de final de ano.

Não que 2019 já tenha acabado, pois muitas consolidadoras ainda têm produtos, como os fretamentos e bloqueios para o Mundial de Clubes, em Doha, no Catar, e as promoções de verão, incluindo a Black Friday nesta semana, mas chegar ao final do ano com resultados de crescimento é algo a se comemorar. Afinal, foi o ano da saída da Avianca Brasil do mercado, além de o crescimento econômico ter sido aquém do esperado (mas pelo menos veio).

O aumento da tarifa doméstica, devido à parada da Avianca Brasil e à saída de 11 aeronaves da Gol para manutenção (os 737NG), e o dólar alto em relação ao real compensaram o crescimento menor que o esperado, aumentando a receita das consolidadoras. Segundo o diretor da Air Tkt, Ralf Aasmann, as nove associadas respondem por cerca de 80% da movimentação do segmento de consolidação no País.


Emerson Souza
Wagner Chaves, da Sakura, Carlos Vazquez, da Air Tkt, e Gleyson Ranieri, da Air Canada
Wagner Chaves, da Sakura, Carlos Vazquez, da Air Tkt, e Gleyson Ranieri, da Air Canada

Em 2019 alguns destaques das associadas incluíram muita movimentação de profissionais e também novas estruturas, como a chegada de Márvio Mansur à Flytour Gapnet, a parceria entre a Ancoradouro e o Grupo PVT (a primeira assumindo toda a operação do negócio de consolidação da segunda), a incorporação da Esferatur à Rextur Advance (esta sempre bastante elogiada nas calls com investidores da CVC Corp), o novo escritório da Tyller e a ida de Emerson Camilo para a Sakura, que também reformulou sua marca. A BRT e a Confiança, por sua vez, ampliaram seus investimentos na capital paulista.

Foi um ano cheio de desafios, e alguns deles continuam, mas há otimismo para 2020, apesar de incertezas sobre o desenho da aviação no Brasil e no mundo, com a possibilidade de novos entrantes e acordos sendo redesenhados depois do anúncio de parceria da Latam com a Delta Air Lines.

Confira abaixo algumas fotos do almoço da Air Tkt, em São Paulo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA