CONSOLIDADORAS

BRT e Esferatur: tudo sobre a disputa por profissionais em São Paulo

|


Beto Santos e Marco Di Ruzze disputam espaço no mercado paulista
Beto Santos e Marco Di Ruzze disputam espaço no mercado paulista
Nas duas últimas semanas, a disputa (sadia, diga-se de passagem) entre BRT e Esferatur em São Paulo agitou os bastidores da consolidação aérea. Originais do Sul do País, as empresas, mesmo em momentos diferentes, disputam pelo agente de viagens paulistano.

A curitibana BRT é recém-chegada em São Paulo. Tem dois anos na cidade, embora tenha sido em 2019 que fez maiores anúncios e fincou sua bandeira de vez na metrópole. Mas nem por isso a companhia está crescendo timidamente neste mercado: São Paulo deve se tornar, nos próximos meses, o principal mercado da empresa, ultrapassando a capital do Paraná.

Já a Esferatur atua sob o guarda-chuva da maior empresa de Turismo do País há cerca de um ano. A companhia de Beto Santos foi adquirida pela CVC Corp e desde então vem adaptando processos e se adequando ao grupo do ABC Paulista, que também é dono da maior consolidadora do País, a RexturAdvance. Em muito breve, promete Beto Santos, o Esfera Fácil, novo sistema de vendas, estará no ar.

Recentemente, a BRT contratou seis profissionais da Esferatur que atuavam em São Paulo e, para expandir, já vai trocar de escritório na cidade. A Esfera, por sua vez, também contratou e está com energia renovada, passada a adaptação após ser adquirida. Mas ainda há muito mais por trás de tudo isso e todos os detalhes dessa movimentação na consolidação paulista você acompanha na Revista PANROTAS 1.409, que pode ser lida em edição digital:


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA