Cruzeiros devem render R$ 2 bilhões para a economia do País

|

A confiança do segmento de cruzeiros no mercado brasileiro tem tudo para crescer após a temporada 2018/2019. Os sete navios (quatro da MSC, dois da Costa e um da Pullmantur) que vieram para o Brasil para este verão, sendo um deles o maior da história a navegar na costa nacional, devem render pouco mais de R$ 2 bilhões na economia do País, considerando uma alta de 15% na quantidade de passageiros embarcados na comparação com a temporada passada.

LEIA MAIS

Cruzeiros/19: 272 navios, 30 milhões de paxs e 18 aberturas



Divulgação/ MSC
MSC Seaview é o maior navio de cruzeiros da história a navegar na costa brasileira
MSC Seaview é o maior navio de cruzeiros da história a navegar na costa brasileira

A estimativa foi revelada pelo presidente da Clia Brasil, Marco Ferraz, e caso confirmada, deve significar que o mercado nacional contará com pouco mais de 481 mil passageiros nesta temporada, um aumento de 62 mil contra os 418 mil do verão de 2017/2018.

A informação foi revelada junto de outros dados do levantamento 2019 State of the Cruise Industry Outlook. Entre eles, o otimismo do trade global para o ano: 80% dos agentes de viagens certificados pela associação de cruzeiros marítimos creem em um aumento de vendas em 2019, em relação a 2018.

"Com esses números e expectativas positivas, aliados às principais tendências e a um perfil do atual cruzeirista tão bem traçado, temos uma excelente ferramenta para alavancar cada vez mais o nosso setor", comentou Ferraz.

Emerson Souza
Marco Ferraz, presidente da Clia Brasil, revelou as informações
Marco Ferraz, presidente da Clia Brasil, revelou as informações

Os demais dados do estudo da Clia foram revelados ainda em dezembro, como a previsão mundial de o ano de 2019 contar com 272 navios operando, 30 milhões de passageiros embarcados e 18 inaugurações.

100 NAVIOS EM NOVE ANOS

Marco Ferraz aproveitou para deixar claro seu próprio otimismo para o futuro dos cruzeiros no mercado nacional, principalmente devido ao grande número de embarcações previstas para a próxima década: "Nos próximos nove anos serão 100 novos navios no mercado, e queremos que muitos deles venham para o nosso País”, encerrou o presidente da Clia Brasil.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA