Por que o MSC Seaview chega para fazer história no Brasil? | Investimentos | PANROTAS
INVESTIMENTOS

Por que o MSC Seaview chega para fazer história no Brasil?


Raphael Silva
SALVADOR – Apenas seis meses após ter sido oficialmente inaugurado em Gênova, na Itália, o MSC Seaview aportou em Salvador, neste domingo (2), para fazer história. O maior navio de cruzeiros a flutuar na costa brasileira realiza uma Gran Voyage – cruzeiro que atravessa o Atlântico – que partiu da Europa com destino a Santos (SP), para, na próxima quinta-feira (6), dar início à temporada brasileira da principal novidade da armadora por aqui.

O "divisor de águas da indústria brasileira" – como é chamado o Seaview pelo gerente de Marketing da MSC, Eduardo Simões – comporta cerca de 5,3 mil hóspedes com suas mais de duas mil cabines, 323 metros de comprimento e 72 de altura. 11 restaurantes, tirolesa, parque aquático, cinco piscinas, hidromassagens, bases e uma ampla oferta de entretenimento ainda fazem parte do gigante trazido pela MSC ao Brasil.

LEIA AQUI: ESPECIAL PANROTAS DETALHOU TUDO O QUE TRAZ O NOVO GIGANTE MSC SEAVIEW

A partir do próximo dia 7, o Seaview terá saídas de Santos e Salvador, com cruzeiros de seis e sete noites, rumo a Ilhabela (SP),Ilhéus (BA), Ilha Grande e Búzios (RJ), além de minicruzeiros de três e quatro noites, com paradas em Balneário Camboriú e Porto Belo (SC), Búzios e Ilha Grande.

De acordo com Simões, a ideia de oferecer opções diferentes com um mesmo navio mostra que a MSC pode abrigar a todos os tipos de clientes. "Desde os que ainda estão descobrindo as viagens de cruzeiros até os mais experientes podem embarcar e se satisfazerem no MSC Seaview", destacou.

Raphael Silva
Eduardo Simões, gerente de Marketing da MSC para o Brasil, entre os responsáveis pelas vendas: Waldir Munhoz (região Norte e Nordeste), Rafael Sacomani (SP) e Vitor Spirandelli (região Sul)
Eduardo Simões, gerente de Marketing da MSC para o Brasil, entre os responsáveis pelas vendas: Waldir Munhoz (região Norte e Nordeste), Rafael Sacomani (SP) e Vitor Spirandelli (região Sul)

ALTA EXPECTATIVA

A MSC trabalha com um índice de ocupação de 100% para os seus cruzeiros, mas admite que ainda existem cabines à venda tanto para o Seaview quanto para os outros navios que compõem a frota para esta temporada. Além dele, MSC Poesia, MSC Orchestra e MSC Fantasia – este terá embarque exclusivo no Rio de Janeiro – também navegarão por águas brasileiras nos próximos meses.

Neste ano, a armadora apresenta um aumento de 16% na oferta de reservas disponíveis, o que totaliza uma expectativa de transportar mais de 240 mil cruzeiristas. "O mercado brasileiro é prioridade para a MSC na América do Sul. Tudo de melhor que temos hoje, trazemos ao Brasil", concluiu Simões.

Em junho, o Portal PANROTAS esteve em Gênova para a inauguração oficial do MSC Seaview e preparou um especial com 60 fotos exclusivas para você conhecer o navio.

A PANROTAS viaja a convite da MSC Cruzeiros
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA