CRUZEIROS

Royal Caribbean alerta sobre impacto financeiro do coronavírus

|


Pixabay/Carllichao
A companhia já adotou restrições de embarque e mudanças de itinerário
A companhia já adotou restrições de embarque e mudanças de itinerário
Assim como sua rival Carnival Corporation, a Royal Caribbean Cruises alertou sobre o impacto financeiro do surto de coronavírus. A companhia já cancelou 18 cruzeiros pelo Sudeste da Ásia e modificou diversos roteiros, além de implantar medidas para proteger os passageiros e tripulantes a bordo. Entre as iniciativas estão a proibição do embarque daqueles que viajaram da ou para a China nos últimos 15 dias e a realização de exames médicos no momento do embarque.

"A RCC está avaliando o desenvolvimento da epidemia e continuará adotando medidas preventivas conforme a necessidade. As inciativas atuais têm um impacto financeiro de aproximadamente US$ 0,65 por ação. Caso as restrições de viagens continuem por um longo período, elas podem afetar significativamente o desempenho financeiro da empresa. É importante que todas as organizações ajam com responsabilidade nesse momento. Nós já tomamos medidas agressivas para minimizar os riscos por meio de restrições de embarque e mudanças de itinerário", afirma o CEO, Richard Fain.

O setor de cruzeiros é um dos que mais estão sendo impactados pelo coronavírus, devido à quarentena do navio da Princess Cruises no Japão.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA