CDC diz que volta dos cruzeiros nos EUA terá 4 fases

|

Reprodução site Port Miami

O Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos, conhecido como CDC, publicou mais alguns requisitos técnicos para o retorno dos cruzeiros marítimos em portos americanos. Há uma proibição em vigor até novembro de 2021, e uma promessa de uma volta assistida, que passará por quatro fases até se concretizar. A pressão de governos como o da Flórida e das associações de Viagens e Turismo é grande, pois os cruzeiros são a única modalidade ainda sem uma data para retornar e com os requisitos ainda incertos.

O CDC disse que irá trabalhar com as companhias marítimas e os portos para retomar os cruzeiros “quando for seguro”.

Na fase 2A, divulgada ontem, o CDC determinou que as empresas de cruzeiros deverão:

- Aumentar de semanal para diário a frequência de divulgação de casos de covid-19;
- Implementar uma rotina de testagem para toda a tripulação e de acordo com a cor da fase de cada navio;
- Atualizar o sistema de cores usado para classificar os navios de em relação à covid-19;
- Diminuir o tempo para um navio na cor vermelha se tornar verde de 28 para 14 duas, de acordo com a disponibilidade de testes a bordo, protocolos diários e divulgação dos dados a cada dia;
- Criar materiais de planejamento para acordos que precisam ser aprovados por autoridades portuárias e autoridades de saúde locais, para garantir que as empresas marítimas têm a infraestrutura necessária para gerenciar um surto de covid-19 nos navios, incluindo capacidade médica e local para isolamento de pacientes;
- Estabelecer um plano e cronograma de vacinação de tripulantes e funcionários dos portos.

A vacinação será decisiva para a volta dos cruzeiros marítimos nos Estados Unidos. A recomendação do CDC para as empresas é vacinar todo mundo envolvido na operação.

Sobre os cruzeiros teste que as empresas teriam de fazer, o CDC mencionou que eles estarão na próxima fase, mas não deu qualquer data para isso.



 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA