Entenda como será a volta da Royal e Celebrity ao Caribe

|


Na semana passada a Royal Caribbean e a Celebrity Cruises, ambas representadas no Brasil pela R11 Travel, anunciaram a volta dos cruzeiros pelo Caribe, já em junho. O embarque não será da Flórida, como de costume, e sim de portos caribenhos. Isso porque os cruzeiros ainda estão proibidos nos Estados Unidos e o governador da Flórida está até ameaçando ir para a Justiça, para que os cruzeiros sejam retomados.

O diretor da R11 Travel, Ricardo Amaral, falou com a Revista PANROTAS sobre essa volta, mais de um ano depois, ao Caribe. Confira abaixo parte da entrevista.

PANROTAS – A Royal e a Celebrity anunciaram esta semana o retorno das viagens ao Caribe, com saídas de portos na região e não nos Estados Unidos. Como será essa operação?
RICARDO AMARAL – A mobilidade dos cruzeiros permitiu essa solução rápida e que viabiliza os que querem voltar a navegar.
O CDC ainda não liberou de forma clara os cruzeiros de e para portos americanos, porém, há voos diários para Nassau, nas Bahamas, St. Marteen e Bermudas, permitindo que o cruzeiro ocorra sem os home ports onde iniciam e terminam nos Estados Unidos, agora substituídos por portos do Caribe.

Esses grandes destinos vivem de Turismo e sofreram por muito tempo sem fluxo de cruzeiristas e outros turistas. O impacto econômico positivo tão necessário está faltando há mais de um ano, e com a vacinação e os protocolos de segurança sanitária eles aceitaram viabilizar as saídas que começam regulares em breve (a previsão das primeiras saídas é em junho para as duas companhias).

O Grupo Royal já embarcou mais de 100 mil hóspedes desde que retornaram às saídas, em Cingapura, com o Quantum of the Seas. Ainda antes das vacinas e com os protocolos, e a operação deu muito certo. Foi a prova e o incentivo para os destinos do Caribe começarem a operar.

Também em Israel os vacinados vão poder navegar e com grande parte de sua população vacinada os cruzeiros partem para Grécia com o Odyssey of the Seas, que após isto, em novembro, realizará a travessia e iniciará a temporada inaugural no Caribe, para todas as nacionalidades, saindo de Fort Lauderdale, com itinerários para Falmouth, Jamaica; Georgetown, Grand Cayman; Cozumel, México e Perfect Day at Cococay, nas Bahamas.

O navio Millennium, da Celebrity Cruises, partirá de Phillipsburg, em St, Marteen, com portos de escala no Caribe, incluindo Aruba, Curaçao, Barbados, Tortola e Santa Lúcia.

O Adventure of the Seas, da Royal, terá saídas de Nassau, com itinerários em Grand Bahama Island e Cozumel, no México.

O Vision of the Seas terá saídas a partir de Bermudas, visitando nosso destino exclusivo Perfect day at CocoCay, nas Bahamas.

Todos os governos estão apoiando a iniciativa com garantias que a operação seja tranquila e segura para todos.

PANROTAS – Quem poderá embarcar? O que precisará ser apresentado do ponto de vista de saúde?
AMARAL – Cada destino tem seu protocolo descrito pelas autoridades sanitárias locais, mas de forma geral os certificados de vacinação serão determinantes para embarcar e testes em menores de 18 anos com 72h de antecedência do embarque. Mesmo com a fronteira dos Estados Unidos ainda fechada para brasileiros, os outros destinos das saídas que permitem acesso vão viabilizar os embarques a partir dos portos e destinos designados, desde que tenham certificados de vacinação. A Copa Airlines tem voos diários via Panamá para Nassau, permitindo ótima conectividade para embarque de brasileiros.

Leia a entrevista completa abaixo, na Revista PANROTAS, que também traz reportagens sobre as mudanças em viagens e eventos corporativos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA