Velle reforça biossegurança de cruzeiros fluviais

|

AmaMagna/ AmaWaterways
Em meio ao avanço da variante ômicron no mundo, representante tranquiliza passageiros e reforça protocolos de embarque
Em meio ao avanço da variante ômicron no mundo, representante tranquiliza passageiros e reforça protocolos de embarque
Após o anúncio da suspensão temporária da temporada nacional de cruzeiros, a Velle Representações reforça que é seguro navegar pelos canais e rios da Europa.

“Mesmo com variantes mais contagiantes circulando, é importante notar que o cruzeiro fluvial é muito diferente do oceânico. Os navios das marcas que representamos têm em média apenas 120 passageiros, o que facilita o distanciamento entre os hóspedes. Além disso, não há filas nem aglomerações a bordo. O tipo de entretenimento é bem diferente”, comenta o diretor executivo da Velle Representações, Ricardo Alves.

Segundo Alves, com uma elevada proporção de staff por passageiro – por volta de dois por hóspede –, os cruzeiros fluviais têm alta capacidade de manter os espaços limpos e higienizados com frequência. As atividades também trazem segurança a quem navega, uma vez que as atrações acontecem ao ar livre, durante as paradas. “A bordo a gastronomia e degustações são o ponto alto, o que facilita a divisão dos hóspedes em pequenos grupos”, completa.

Outra vantagem da navegação por rio é que os navios estão sempre próximos da costa, o que facilita qualquer possível atendimento médico ou remoção de passageiro que precise de cuidados, medida que preserva os demais a bordo e evita a proliferação do vírus.

“A retomada das operações foi feita de forma bastante cuidadosa e gradual, então, todas as equipes sabem como lidar com a atual situação. Os tripulantes já estão 100% vacinados e um dos principais protocolos de embarque para 2022 é a vacinação completa dos passageiros”, finaliza.




 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA