} África do Sul quer cinco milhões de turistas a mais até 2023 | Destinos | PANROTAS
DESTINOS

África do Sul quer cinco milhões de turistas a mais até 2023

Raphael Silva
CEO da SAT, Ntshona quer África do Sul apostando na diversidade para crescer quase 50% em visitantes nos próximos cinco anos
CEO da SAT, Ntshona quer África do Sul apostando na diversidade para crescer quase 50% em visitantes nos próximos cinco anos
DURBAN (ÁFRICA DO SUL) - Os números positivos da Africa's Travel Indaba deste ano são apenas o início de uma ambição muito maior para o Turismo da África do Sul. Ao longo dos próximos cinco anos, o destino mira aumentar em cinco milhões o número de turistas recebidos de todo o mundo, e o Brasil tem papel importante neste plano.

"Nós competimos com o resto do mundo pela atenção dos turistas, mas acreditamos ter experiências únicas, que não são encontradas em nenhum lugar do mundo", destacou o CEO da South African Tourism (SAT), Sisa Ntshona.

Se, no ano passado, o destino fechou o ano com pouco mais de 10,2 milhões de visitantes, o plano ousado prevê um aumento de quase 50% até 2023. Isso, porém, depende da divulgação da África do Sul como uma viagem "para todos os turistas e todos os bolsos", segundo o CEO.

"Sejam millennials, viajantes experientes ou até a terceira idade, todos encontram alguma experiência compatível com o seu gosto aqui [na África do Sul]", disse Ntshona. "Também é importante mostrar que, seja para o turista da Europa, Estados Unidos ou até para o Brasil, temos um ótimo custo-benefício", completou.

Raphael Silva
Marcelo Marques, Tati Isler e Diogo Caldeira são parte do time da SAT no Brasil
Marcelo Marques, Tati Isler e Diogo Caldeira são parte do time da SAT no Brasil
BRASIL EM EVOLUÇÃO
Ao fechar o ano de 2017 com 74% mais viajantes enviados à África do Sul, o País se consolidou como principal mercado sul-americano para o destino. Além disso, a mudança de perfil do turista brasileiro também tem beneficiado esse crescimento exponencial nos últimos anos.

"O brasileiro está aprendendo a viajar a novos destinos, e a África do Sul tem se aproveitado disso. Antes, era um destino que você precisava ficar explicando, mas a divulgação tem dado resultado. Hoje, já é um destino muito mais conhecido", destacou a representante da SAT para o Brasil, Tati Isler.

Tati também apontou a importância de ampliar o conhecimento do trade turístico em relação à África do Sul. Segundo ela, eventos como o roadshow promovido pela SAT, assim como famtours são fundamentais para que operadores e agentes de viagens se familiarizarem com o destino.

O Portal PANROTAS viajou a convite da South African Tourism e da Latam
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA