Salta e Jujuy destacam alta de brasileiros, mas buscam mais

|


Marluce Balbino
Sandra Nazar, de Jujuy, e Nadia Loza, de Salta
Sandra Nazar, de Jujuy, e Nadia Loza, de Salta
Salta e Jujuy são regiões únicas na Argentina. Localizados no extremo Norte do país, os destinos vieram à 46ª Abav Expo e 50º Encontro Comercial Braztoa para mostrar uma rica alternativa a Buenos Aires, cidade mais buscada pelos brasileiros no país vizinho. Cultura, aventura, natureza, gastronomia e vinho são seus trunfos, atrativos esses que fizeram o Brasil crescer consideravelmente e representar 15% do total de estrangeiros que as visitam.

"É como se fosse outro país. Nosso povo é mais amigável, nossa gastronomia é única no mundo e o vinho também é bem diferente, são uvas cultivadas na altura, com o tempo seco, o que nos torna uma potência em enoturismo", aponta a diretora de Desenvolvimento de Produtos Turísticos de Jujuy, Sandra Nazar.

Os destinos ainda não contam com voo direto do Brasil, mas buscam negociações com as aéreas daqui, e estão avançadas com a Gol. "Mas nossa ligação com Buenos Aires é muito boa. São 15 voos diários da capital a Salta e quatro a Jujuy", aponta a diretora executiva do Inprotur Salta, Nadia Loza.

Salta e Jujuy ficam a uma hora de distância de carro. Ambas as profissionais destacam a conveniência de juntar os destinos no roteiro. Destaque para a Quebrada de Humahuaca, patrimônio natural e cultural da humanidade pela Unesco, com suas montanhas e cenário desértico e suas mais interessantes cidades, Purmamarca e Tilcara. A região conta ainda com o Trem das Nuvens, o Caminho del Inca e é uma potência do norte argentino no Turismo de eventos e incentivo. Salta tem mais de 20 mil praças hoteleiras em sua província e contac o maior centro de convenções do país.

Nadia Loza, de Salta, atende no nloza@turismosalta.gov.ar, e Sandra Nazar de Jujuy, no sandranazar@gmail.com.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA