Cidade do Cabo supera crise hídrica, e quer recuperar turistas

|

Divulgação/ Cape Town International Airport
Cidade do Cabo superou uma de suas piores crises hídricas da história neste ano
Cidade do Cabo superou uma de suas piores crises hídricas da história neste ano

A Cidade do Cabo, na África do Sul, acaba de passar por uma das piores secas da história da região. Notícias veiculadas pela BBC no início do ano diziam que era possível até que, a partir de abril, a cidade ficasse sem água.

Isso não aconteceu, e a crise hídrica ficou para trás. De acordo com o Turismo da Cidade do Cabo, o período chuvoso mais recente do local foi o suficiente para elevar a água das reservas para níveis aceitáveis, e embora as restrições ao uso diário de água tenham sido reduzidas, algumas delas serão mantidas por mais tempo para garantir que a crise não retorne.

Vale o destaque para as campanhas de conscientização que a cidade implementou neste período, que levaram a uma redução de 93 milhões de litros do uso diário de água - o consumo, que era de 600 milhões de litros por dia em meados de 2017, passou para 507 milhões de litros em abril de 2018. O investimento no turismo sustentável também cresceu visando a economia dos recursos hídricos da região.

RECUPERAR OS TURISTAS

O objetivo da entidade neste momento é recuperar os turistas que deixaram de visitar o destino devido à crise, provando que ela já está apta a recebê-los. "A cidade agora muito aberta para negócios e pronta para receber os visitantes de volta depois do que previsivelmente foi uma estação seca para suas atrações e locais de hospedagem", explicou o órgão de Turismo do destino em comunicado.

Ainda segundo a entidade, as empresas foram bem-sucedidas em se adaptarem à maneira como usam a água, e os hotéis e demais meios de hospedagem, assim com as atrações turísticas, seguem com sinalizações para conscientizar os visitantes sobre a importância de ser econômico no uso da água.

"Os visitantes têm aceitado muito quando se trata de economizar água, já que é visto como a coisa responsável a se fazer", resume o Turismo da Cidade do Cabo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA