DESTINOS

Turismo da África do Sul promove roadshow em SP


Filip Calixto
Equipe da TI Comunicações, que representa o Turismo da África do Sul
Equipe da TI Comunicações, que representa o Turismo da África do Sul
O Turismo da África do Sul realiza hoje no Hotel Renaissance, em São Paulo, a quarta edição do seu roadshow, que neste ano passou também por Buenos Aires, na Argentina, e Santiago, no Chile. Com mais de 100 participantes, o evento possui como tema “25 anos de democracia” após o fim do regime de segregação racial Apartheid, que durou até 1994.

“Esse é um evento consagrado no trade brasileiro e que fica melhor a cada ano, tanto na qualidade e variedade de produtos quanto na presença de agentes e operadores. É uma grande conquista para nós”, comemora a diretora da TI Comunicações, que representa o destino na América do Sul, Tati Isler.

“A África do Sul já é um destino popular e de desejo. As estatísticas mais recentes, que são de junho, revelam um crescimento de 10% no número de brasileiros que visitaram o país. No entanto, o potencial ainda é muito grande, principalmente com o público de afro brasileiros, que são descendentes de africanos, que tem a possibilidade de realizar um encontro poderoso durante a viagem”, ressalta.

Filip Calixto
Embaixador da África do Sul, Joseph Mashimbye
Embaixador da África do Sul, Joseph Mashimbye
Na programação, foram destacados também 25 motivos para visitar o destino, com destaque para a história de Nelson Mandela, vida selvagem, opções para todos os bolsos, gastronomia, natureza, abertura para viajantes LGBTQs, além das nove etnias e 11 línguas. Houve ainda uma menção especial aos 50 anos de operações da companhia South African no Brasil.

O embaixador da África do Sul no Brasil, Joseph Mashimbye, destacou a importância da indústria de viagens para o crescimento da África do Sul. “Estou honrado de representar o meu país aqui e é um prazer compartilhar essa vibração com o Brasil. Celebramos o Turismo e nossas heranças culturais, criando novas oportunidades, gerando empregos e desenvolvendo a economia, que é uma das maiores da África.”
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA