DESTINOS

Parque Nacional de Abrolhos está livre de manchas de óleo


Divulgação
Procurado pelo ecoturismo e Turismo de aventura, o parque é a primeira unidade de conversação marinha do País
Procurado pelo ecoturismo e Turismo de aventura, o parque é a primeira unidade de conversação marinha do País
Conhecido pelo ecoturismo e Turismo de aventura, o Parque Nacional Marinho de Abrolhos, no sul da Bahia, volta a receber turistas a partir desta sexta-feira (8). A visitação foi suspensa desde o último domingo (3) devido à chegada de manchas de óleo ao arquipélago. Segundo a direção do parque, o fechamento tinha o objetivo de minimizar ao máximo os riscos à saúde dos visitantes.

Abrolhos é diariamente monitorado por meio de rondas de navios da Marinha, drones e da atuação de mergulhadores autônomos, embarcações de pescadores voluntários, pesquisadores, ONGs, voluntários e da equipe do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Inaugurado em 1983, o parque é a primeira unidade de conversação marinha do País e um dos principais berços da biodiversidade marinha do Atlântico Sul.

MONITORAMENTO DAS MANCHAS
Os Estados da Bahia, do Rio Grande do Norte, da Paraíba, de Sergipe e Pernambuco estão com as praias limpas, segundo dados do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha do Brasil (MB), Agência Nacional do Petróleo (ANP) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). As regiões que ainda permanecem com vestígios de óleo são Cumbuco e Barra do Cauípe, no Ceará; Maragogi, Japaratinga, Barra de São Miguel, Feliz Deserto e Piaçabuçu, em Alagoas.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA