Acordo entre Gol e AA gera boas expectativas para o Rio

|

Divulgação
O secretário de estado de Turismo do Rio de Janeiro, Otavio Leite
O secretário de estado de Turismo do Rio de Janeiro, Otavio Leite
Anunciado ontem (4), o acordo de codeshare entre Gol e American Airlines gera boas perspectivas para o Turismo do Rio de Janeiro. Sobre o assunto, o secretário de Estado de Turismo fluminense, Otavio Leite, apontou a vantagem que o Estado pode ter. "Esta parceria aponta um estratégico sinal de incremento do fluxo aéreo para o Rio. O governador Wilson Witzel já autorizou fortalecer a promoção do destino Rio no mercado dos Estados Unidos. Essa semente vai dar grandes frutos", afirma.

Leite comenta que a parceria vai oferecer 20 novos destinos para a América do Sul, como Assunção, no Paraguai, e permitirá à Gol o compartilhamento de voos em novas rotas nos Estados Unidos. Outro ponto positivo do acordo, segundo o secretário, será a adição de 12 voos que partirão de 12 cidades americanas com destino ao aeroporto de Miami. "Desta forma, aumentam as oportunidades para que turistas optem pela América Latina como destino de suas próximas férias , em especial o Rio de Janeiro", diz.

O contato entre as duas aéreas coincide com a estratégia adotada pela Setur-RJ desde o ano passado, ampliando as ações do destino brasileiro no mercado turístico norte-americano. Em dezembro de 2019, a Secretaria do Rio lançou um edital de concorrência, com a finalidade de montar seis unidades de promoção do Turismo do Estado no Exterior, sendo duas dessas unidades, nos EUA, uma em Nova York e outra em Los Angeles.

Já em 2020, a Setur-RJ também participou da feira The New York Times Travel Show, uma das principais feiras de Turismo do mundo, em Nova York, com o objetivo de promover os 92 destinos que compõem o Estado.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA