Jamaica volta a receber turistas internacionais no dia 15

|

Divulgação
País também comunicou a repatriação de oito mil cidadãos jamaicanos que estavam no exterior
País também comunicou a repatriação de oito mil cidadãos jamaicanos que estavam no exterior
A Jamaica anunciou que reabrirá as fronteiras para viajantes internacionais em 15 de junho. A decisão vem acompanhada do anúncio da repatriação de oito mil cidadãos jamaicanos que estavam no exterior e da implementação de um conjunto de protocolos operacionais, incluindo testes de saúde antes e depois da entrada, que serão utilizados para mitigar riscos para trabalhadores, comunidades e turistas.

A volta do Turismo é vista como fundamental, já que a atividade é o maior motor econômico do país caribenho. A indústria turística da ilha emprega 130 mil trabalhadores diretos e impacta outros 120 mil postos de trabalho em outras indústrias (água, agricultura, energia, entre outros), sendo o combustível de mais de um terço da economia do país.

"O turismo é uma força vital de nossa economia e, com a ajuda de especialistas internacionais e uma força-tarefa dedicada, desenvolvemos protocolos que nos permitem reabrir nossas fronteiras de forma segura", conta o diretor do Turismo na Jamaica, Donovan White. "Estamos confiantes de que, assim que houver uma retomada da economia, os jamaicanos trabalharão em conjunto para garantir uma experiência segura e inigualável para nossos trabalhadores do Turismo, suas famílias e turistas, preservando experiências autênticas que os viajantes buscam quando visitam nossas faixas litorâneas".

Antes de anunciar a abertura, o governo jamaicano trabalhou em colaboração com parceiros internacionais para desenvolver protocolos voltados para a saúde pública. A elaboração da volta incluiu uma consulta abrangente a agências governamentais locais, incluindo os Ministérios da Saúde e Bem-Estar, da Segurança Nacional e Relações Exteriores, além do setor privado, sindicatos e parceiros internacionais.

Até 14 de junho os jamaicanos que retornarem à ilha passarão por verificações de temperatura e uma triagem com autoridades de saúde pública. Eles precisarão ficar em quarentena em casa por 14 dias e serão monitorados via telefone ou por pulseiras de geofencing. Após 15 de junho, todos os visitantes serão submetidos a triagens que incluem medição de temperatura e observação de sintomas. Se a temperatura for elevada, o visitante estará sujeito a verificação adicional, incluindo testes, se necessário. Qualquer pessoa que apresentar sintomas ou estiver doente, será posta em quarentena.

Os protocolos de saúde e segurança da Jamaica serão revisados a cada duas semanas, prazo consistente com a abordagem do governo para avaliar a situação global do covid-19.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA