O que aprender com o sucesso de vendas das Maldivas na pandemia?

|

Fale com os operadores e agentes de viagens sobre os destinos com boas vendas durante a pandemia (para viagens futuras, claro) e as Maldivas com certeza estarão na lista, muitas vezes liderando. E não apenas entre as empresas que já vendiam o destino. O trabalho feito pelos hoteleiros locais e pelos operadores daqui conseguiu atravessar barreiras e gerar antecipação de receita para o destino e distribuidores e, para os clientes, é a oportunidade de conhecer algumas das praias mais desejadas do mundo por preços menores que o pré-pandemia.

Mas qual o segredo das Maldivas, destino do Oceano Índico, uma das estrelas do Turismo asiático? Apenas preço? Oportunidade? Articulação do trade? Bom contato com os operadores brasileiros?

Pedimos a um dos especialistas no destino, Thiago Cuencas, diretor da operadora Viagens & Cia., de São Paulo, que tentasse explicar o sucesso das Maldivas nesse momento. O resultado é o artigo abaixo. Descubra os segredos das Maldivas e inspire-se.

Emerson Souza
Thiago Cuencas, da Viagens & Cia.
Thiago Cuencas, da Viagens & Cia.
ARTIGO

QUANTO TEMPO MAIS LEVARÁ PARA OS DESTINOS ACORDAREM PARA A RECEITA DE SUCESSO DAS MALDIVAS NESTA RETOMADA?

Os viajantes de todas as classes sociais e nichos de viagem estão com “sede”, como jamais estiveram. Some a essa sede de viajar, com o sentimento de escassez que uma geração inteira experimentou e ainda experimenta. O resultado disso é uma grande demanda ultra reprimida (por viagens, liberdade, experiências, lugares diferentes, novos ambientes para relaxar, estar com a família, escapar).

Agora ofereça a essa demanda ultra reprimida o que eles mais desejam e sonham: um destino que está na wish list de muitos brasileiros, que possui um contato íntimo com a natureza, uma coleção de hotéis fabulosa, em sua maioria pequenos, sem elevadores, sem aglomerações, e atividades em geral outdoor para que o cliente consiga se reconectar consigo e com o planeta.

Um destino que teve uma organização exemplar com relação à data de abertura de sua fronteira para receber viajantes internacionais, protocolos sanitários bem definidos e seguros, e que ainda de quebra possui as melhores companhias aéreas operando do Brasil para lá com frequências também confirmadas e comunicadas com fluidez e organização.

Só faltava o produto IDEAL!

Pois bem, foi aí que criamos o “produto ideal” com o preço igualmente ideal e a flexibilidade de troca de datas sem multas. VOILÀ! O mercado decolou e as Maldivas hoje são a sensação dos brasileiros nesta retomada.

Não podemos nos esquecer que o brasileiro é um negociante nato, ele busca oportunidade, e o preço que conseguimos trazer ao Brasil com muitos hotéis nas Maldivas foram negociados em alguns casos 60% a menos do que estava sendo praticado o ano passado.

A esse ambiente comercial oportuno e propício e o cenário dos sonhos do destino se junta a visão de empresas aéreas como a Qatar Airways e a Turkish Airlines, que reduziram suas tarifas para em alguns casos menos de US$ 500 na econômica para voar GRU–Maldivas–GRU, também flexibilizando troca de datas caso isso seja necessário ao cliente.
Viagens & Cia
Os destinos precisam prestar a atenção que existe um universo de oportunidades para ofertar à essa demanda ultra reprimida, porém, se não houver o “produto ideal” com as características acima (destino de qualidade, preço atraente, condições flexíveis, acessibilidade e segurança), e uma organização com relação à reabertura e comunicação dos protocolos, a retomada vai levar um pouco mais de tempo (para esse destino pelo menos). Enquanto isso os destinos já abertos e organizados vão levar grande parte destes clientes que estão ávidos por viajar, olhando as vitrines virtuais do mercado de viagens mundial.

E como hoje não basta ter o produto para fazer sucesso, como também não basta ter o cliente, tem que haver uma sincronia importante e real entre os players que distribuem esses destinos no Brasil e os fornecedores locais, pois sem uma vontade latente de ambos os lados a partida dos motores demorará ainda mais.

Taí o segredo das Maldivas, que não deveria ser segredo e sim boa prática para todos os destinos no mundo, incluindo o Brasil.

Thiago Cuencas
Viagens & Cia.
viagensecia@viagensecia.com.br

Leia a Revista PANROTAS abaixo, onde o artigo de Thiago Cuencas foi publicado originalmente.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA