Governo do Rio cria Carnaval fora de época em julho

|

AGÊNCIA BRASIL
Marluce Balbino
O evento já foi batizado de CarnaRio
O evento já foi batizado de CarnaRio
O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, sancionou lei que cria um carnaval fora de época no Estado, no mês de julho. A data exata do evento ainda não foi definida, e a assessoria de imprensa do governo esclareceu que a lei sancionada possibilita a realização do evento, mas que irá seguir as recomendações das autoridades sanitárias.

O adiamento do carnaval já havia sido anunciado pela Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba) e por grupos que representam blocos de carnaval tradicionais da cidade. Apesar da mudança forçada devido à pandemia de covid-19, o carnaval em julho deve se tornar anual, segundo o texto sancionado por Claudio Castro. O objetivo da medida é estimular o turismo, o lazer e a economia.

O evento foi batizado de CarnaRio e, segundo a lei, a organização deve ser discutida entre a Secretaria de Estado de Cultura, as ligas de Escolas de Samba, agremiações e blocos carnavalescos.

Com enredos definidos, as escolas de samba do grupo especial já sortearam a ordem dos desfiles, que estão previstos para ocorrer nos dias 11 (domingo) e 12 (segunda) de julho. O presidente da Liesa, Jorge Castanheira, reiterou, no entanto, que a vacinação da população contra a covid-19 será fundamental para a realização do evento.

Estão previstos para o domingo (11/07) os desfiles de Imperatriz Leopoldinense, Viradouro, Beija-Flor de Nilópolis, Salgueiro, Mangueira e São Clemente. Já na segunda (12/07), será a vez de Paraíso do Tuiuti, Grande Rio, Mocidade, Vila Isabel, Portela e Unidos da Tijuca.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA