Noronha (PE) terá primeiro posto de abastecimento de aeronaves

|


ESDomingos/Pixabay
O posto de abastecimento terá um investimento total de quase R$ 20 milhões
O posto de abastecimento terá um investimento total de quase R$ 20 milhões
Ainda no primeiro semestre de 2021, Fernando de Noronha (PE) terá o seu primeiro Posto de Abastecimento de Aeronaves (PAA), que permitirá autonomia de voo essencial para o Turismo na ilha. A estrutura será viabilizada por meio de um investimento de quase R$ 20 milhões feito pela iniciativa privada. A Agemar, responsável pelo suprimento regular de combustível do arquipélago, investiu R$ 15 milhões para construir um navio tanque especial que atende todas as normas de segurança exigidas para o transporte de querosene de aviação. Já outros R$ 4,7 milhões foram alocados pela empresa Revise.

"Fernando de Noronha tem um potencial enorme para o Turismo e precisa de uma estrutura cada vez melhor para que receba turistas de forma confortável e sustentável. Sabemos que o turista só volta ou indica um destino turístico se tiver uma boa experiência e encontrar a natureza preservada", afirmou o presidente da Embratur, Carlos Brito.

A possibilidade de abastecimento na ilha permitirá que escalas em aeroportos da costa do Nordeste sejam evitadas e que as aeronaves que não encontram condições climáticas adequadas para o pouso imediato em Fernando de Noronha não precisem retornar ao continente para pousar. Isso ocorre justamente por não haver chance de reabastecimento no arquipélago, problema que será sanado com o novo PAA.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA