Rapa Nui (Chile) reabre para Turismo em fevereiro de 2022

|

Divulgação
Entre os requisitos estão a apresentação do esquema vacinal completo, Passe de Mobilidade e teste negativo
Entre os requisitos estão a apresentação do esquema vacinal completo, Passe de Mobilidade e teste negativo
A partir de 3 de fevereiro de 2022, Rapa Nui, no Chile, reabrirá suas fronteiras para o Turismo, com a retomada dos voos regulares da Latam, suspensos em março de 2020. A decisão foi tomada após diversas reuniões em conjunto com a comunidade, com o objetivo de preservar a saúde e segurança dos moradores e visitantes do local.

Para manter a pandemia sob controle e continuar a proteger a saúde dos habitantes da ilha e seus turistas, uma série de medidas sanitárias obrigatórias foi estabelecida para a entrada dos visitantes. Entre os requisitos estão a apresentação do esquema vacinal completo, Passe de Mobilidade e resultado negativo de um teste de PCR realizado com no máximo 48 horas de antecedência ao embarque.

Segundo o prefeito Pedro Edmunds Paoa, o fechamento de Rapa Nui teve como objetivo proteger os moradores da covid-19, uma ameaça à saúde pública mundial. Assim, com base nos saberes ancestrais locais, como o Tapu – autocuidado – e o Umanga – eu cuido de ti, tu cuidas de mim, todos nós cuidamos uns dos outros –, os habitantes conseguiram enfrentar a pandemia com excelentes resultados, registrando apenas sete casos, os quais foram devidamente tratados.

Hoje, com 77% de sua população com vacinação completa, e com maior conscientização em relação à importância do autocuidado, a ilha pode voltar a receber turistas com mais segurança. Conforme indicado, a projeção é de que até fevereiro a porcentagem da população local completamente vacinada será de 80%, atingindo então a imunidade coletiva.

De acordo com o que foi apontado pelas autoridades, o período anterior à abertura do destino será utilizado para desenvolver e estabelecer logísticas que buscam facilitar o retorno dos voos para a ilha. Além disso, continuarão avançando no processo de vacinação da população junto com a aplicação de protocolos sanitários, seja na hotelaria e/ou alimentação, bem como no Parque Rapa Nui, incluindo os locais sagrados mais visitados pelos turistas

O Subsecretário de Turismo do Chile, José Luis Uriarte, destacou que as reuniões realizadas com diversas autoridades no assunto visaram estabelecer ótimas condições sanitárias para a retomada de voos regulares, “não pensando apenas na reativação do Turismo, que é muito importante, mas também em protocolos de saúde, de forma a equilibrar adequadamente a proteção e a reabertura da ilha”.

Por sua vez, o prefeito Pedro Edmunds Paoa disse que a decisão de fechamento das fronteiras no início da pandemia foi tomada com base nos saberes ancestrais e, hoje, quando as condições permitem avançar para a abertura, os protocolos serão necessários para enfrentar este novo desafio.

"Vamos fazer isto juntos, unidos, seguindo os conselhos de nossos ancestrais. Eles ousaram cruzar oceanos e nos deixaram com o legado dos moai, que nos abriram as portas para o mundo. Hoje cabe a nós reabri-las”, finalizou Pedro.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA