FBHA lança campanha voltada para o Turismo inclusivo

|

A Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) lançou, nesta terça-feira (21), a campanha "Turismo Inclusivo: Abrace as diferenças" para enfatizar a necessidade do País em adaptar os seus destinos para que todos possam ter acesso às atividades do setor. O lançamento também dialoga com o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado na mesma data da ação proposta pela entidade. A federação apresentará imagens e conceitos que podem inspirar a acessibilidade dos turistas em diferentes regiões do Brasil. Os materiais serão publicados no Instagram oficial do órgão (@federacaonews).

Divulgação/FBHA
A entidade busca promover a acessibilidade dos destinos turísticos para toda a população brasileira
A entidade busca promover a acessibilidade dos destinos turísticos para toda a população brasileira
De acordo com a FBHA, o intuito desta iniciativa é promover o Turismo inclusivo, em território nacional, para facilitar o acesso de pessoas que possuam qualquer tipo de deficiência. Desta forma, é possível que todo indivíduo possa apreciar locais turísticos e gastronômicos no Brasil.

“É inegável que o Turismo faz o coração de muitas pessoas bater mais forte. Entretanto, infelizmente, às vezes é esquecido que diferentes pessoas gostam de desfrutar das belezas do nosso setor. Essa situação é comum, especialmente, para quem sofre com alguma deficiência. Portanto, o objetivo da nossa campanha é fazer com que todos decolem nesse universo tão vasto sem limitações ou empecilhos”, comenta o presidente da entidade, Alexandre Sampaio.

Segundo o levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 8,4% da população brasileira acima de dois anos possui algum tipo de deficiência. Esse percentual corresponde a 17,3 milhões de cidadãos. Os dados foram revelados na Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2019, divulgada em agosto deste ano, em parceria com o Ministério da Saúde.

“Sabemos que muitos destinos possuem restrições e barreiras que impedem a acessibilidade. Por isso, esse debate é de suma importância. Nossa missão é oferecer oportunidades em vez de levantar barreiras. O Turismo consegue, sim, ser inclusivo”, salienta Sampaio.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA