ECONOMIA E POLÍTICA

Segurança e infraestrutura são desafios para o Turismo


Marcelo Fonseca
Alexandre Moshe, da Decolar, Bruno Lasansky, da Localiza Hertz, Eduardo Bernardes, da Gol, Luiz Fernando Fogaça, da CVC Corp, e a moderadora Juliana Bettini, do BID
Alexandre Moshe, da Decolar, Bruno Lasansky, da Localiza Hertz, Eduardo Bernardes, da Gol, Luiz Fernando Fogaça, da CVC Corp, e a moderadora Juliana Bettini, do BID
O mercado possui vários desafios para tornar o Turismo um dos setores mais relevantes da economia nacional. E durante o painel “O que falta para o Turismo ser protagonista?”, no Fórum PANROTAS 2019, foram destacadas as principais metas. Entre elas, o aumento da chegada de estrangeiros e, principalmente, a melhoria da infraestrutura e segurança para aumentar o nível de confiança dos turistas internacionais, algo que interfere na experiência e mobilidade, ponto destacado pelo COO da Localiza Hertz, Bruno Lasansky.

“O Brasil possui belezas naturais, mas ainda não temos muito destaque no mundo. A Copa do Mundo e as Olimpíadas nos ajudaram a ganhar atenção dos turistas e os movimentos recentes de privatização de aeroportos vão ajudar a oferta, infraestrutura e qualidade do serviço. Observamos também com bons olhos a liberação de vistos para quatro países porque isso vai facilitar a vinda de turistas para cá. Hoje há várias ações, na indústria e no governo, e devemos aproveitar essas oportunidades”, comenta o presidente da CVC Corp, Luiz Fernando Fogaça.

Marcelo Fonseca
Executivos discutem o que falta para o Turismo do Brasil se destacar mais na economia
Executivos discutem o que falta para o Turismo do Brasil se destacar mais na economia
Em relação à malha aérea, os desafios incluem questões mais burocráticas, incluindo operações e o preço do combustível, segundo o vice-presidente da Gol, Eduardo Bernardes. “Defendemos a bandeira de manutenção e melhoria do processo de liberdade tarifária. Consideramos outra evolução a desregulamentação da bagagem, algo que mostra resultados efetivos”, afirma.

Para o diretor geral da Decolar, Alexandre Moshe, outro ponto que deve ser considerado é o avanço da tecnologia para entender o perfil do viajante. “As pessoas têm cada vez mais acesso à informação e experiências de quem já esteve nos destinos. E as empresas estão cada vez mais prontas para dar uma experiência personalizada, e a tecnologia tem papel fundamental. O ritmo das coisas está cada vez mais nas mãos dos indivíduos”.

Clique aqui para assistir ao vivo.

O Fórum PANROTAS 2019 conta com aliança institucional da CNC Sesc Senac, patrocínio de Accor Hotels, Aerolíneas Argentinas, Air Europa, Alitalia, Assist Card, AM Resorts, Best Western Hotels & Resorts, Beto Carrero World, Elo, Fecomercio São Paulo, Gol, Delta e Air France-KLM, GTA Assist, Iberia/British, Iberostar, Localiza Hertz, Omnibees, Pegasus, R1 Audiovisual, Reserve, Royal Palm Hotels & Resorts, Sabre, Tes Cenografia, Villa Blue Tree, Visit Orlando, Wex, Wyndham Hotels & Resorts e apoio da Aviva, Cep Transportes, CVC Brasil, Pegasus Transportation, Tour House e Vice Versa.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA