ECONOMIA E POLÍTICA

Principais atrações do Chile seguem operando, diz comunicado


Divulgação
A capital do Chile, Santiago, passa por protestos e manifestações
A capital do Chile, Santiago, passa por protestos e manifestações
A respeito da onda de protestos e manifestações que acontecem no Chile, a Subsecretaria de Turismo e o Serviço Nacional de Turismo do país anunciaram hoje (21) que grande parte das principais atrações turísticas nacionais estão sendo operadas normalmente. Os destinos mais visitados continuam recebendo os turistas normalmente, como San Pedro de Atacama, Vale do Elqui, Rapa Nui (Ilha de Páscoa), Ilha Juan Fernández, Patagônia Chilena e Parque Nacional Torres del Paine, entre outros.

A parte mais crítica está na capital, Santiago, onde o transporte público e comércio estão funcionando parcialmente, como comunica o Sernatur. Em Valparaíso, Concepción, Coquimbo e Rancagua, o comércio e o transporte sofreram poucas alterações.

AEROPORTO É UM DOS GRANDES PROBLEMAS

Apesar de estar funcionando normalmente, algumas companhias aéreas remarcaram ou cancelaram parcialmente suas operações em Santiago, causando atrasos nas partidas do Aeroporto Internacional Arturo Merino Benítez. O transporte para saída do aeroporto estão operando parcialmente, logo, os temos de viagens estão mais longos. Em outros aeroportos do país a operação segue regular.

As instituições também reafirmaram a importância de ter cautela neste momento. A orientação é que os turistas reúnam informações básicas sobre os destinos que serão visitados, além de adotarem comportamentos de autocuidados, obedecendo sempre as orientações governamentais.

Em caso de restrição das vias públicas, é recomendável manter sempre o seu passaporte e a cópia do cartão de embarque, de chegada ou de partida, ou o comprovante do bilhete, que serve como uma conduta segura para seus transfers de e para o aeroporto.

Além disso, entrar em contato com os Escritórios de Informação Turística em caso de dúvidas, usar táxis oficiais nos aeroportos e contratar serviços turísticos legais e registrados no Sernatur, são cuidados recomendáveis.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA