ECONOMIA E POLÍTICA

Brasil terá novo evento de inovação em Turismo em 2020


Roberto Castro/Mtur
Cerimônia de abertura da 1ª Semana Nacional do Turismo, em Belo Horizonte
Cerimônia de abertura da 1ª Semana Nacional do Turismo, em Belo Horizonte
O Brasil receberá,em 2020, o Wakalua, um centro global de inovação que impulsiona o desenvolvimento do Turismo por meio de parcerias público-privadas em 150 países. O anúncio foi feito hoje pelo Ministério do Turismo, em parceria com a Organização Mundial de Turismo (OMT).

Além deste evento, outra iniciativa anunciada hoje na Semana Nacional do Turismo, em Belo Horizonte, foi o Programa Nacional de Gastronomia, que busca consolidar o País como um dos principais atrativos turísticos do gênero.

“Mostramos que o Brasil merece e vive esse novo momento e precisamos realmente que o Wakalua se estabeleça no Brasil. Isso vai ser fundamental para que a gente consiga trazer soluções tecnológicas e de inovação para o Turismo do Brasil e do Mercosul”, ressaltou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

O primeiro destino a receber algumas das ações do Wakalua será a cidade de Florianópolis, em abril de 2020, como a realização do Tourism Tech Adventures (TTA), a competição nacional de startups de Turismo e a definição da sede do hub do projeto no Brasil.

Em BH, também foi assinado um convênio no valor de R$ 3,7 milhões para a restauração do barco Benjamin Guimarães, junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA). Um dos principais atrativos turísticos da região Norte de Minas, a embarcação foi construída em 1913, nos Estados Unidos, e navegou pelos rios Mississipi e da Bacia Amazônica.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA