ECONOMIA E POLÍTICA

MTur apresenta balanço das ações realizadas em 2019

A última reunião do ano do Conselho Nacional de Turismo (CNT) acontece entre os dias 3 e 6 de dezembro, em Belo Horizonte e reúne as principais lideranças do setor. O ministério do Turismo aproveitou a ocasião para apresentar o balanço das ações realizadas este ano e quais os próximos passos do setor.

Emerson Souza
Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo
Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo
“O nosso grande desafio era desburocratizar as nossas medidas para abertura do mercado, e estamos conseguindo. Para o ano que vem, começaremos a discutir mais sobre os nossos patrimônios e como aumentar emprego e renda para o País. Vamos também incentivar os modelos modernos de políticas públicas privadas”, destacou o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno.

Entre os avanços destacados estão: o Programa de Regionalização do Turismo, que hoje conta com 3.054 interlocutores e 8.144 atrativos mapeados, o Fungetur, que repassou R$ 300 milhões para os bancos regionais de desenvolvimento e conta com 186 projetos contratados e as cerca de cinco mil obras em andamento, que movimentaram R$ 4,5 bilhões e geraram cerca de quase 100 mil empregos.

Houve destaque para os programas Investe Turismo - desenvolvido pelo Ministério do Turismo em parceria com a Embratur e o Sebrae, passando por todos os Estados brasileiros e reuniu mais quatro mil pessoas ligadas ao setor - e o Cadastur, que está quase na marca dos 100 mil inscritos e já forneceu cerca de dez mil crachás para guias de Turismo em todo País.

Além disso, as ações interinstitucionais também garantiram bons resultados para a pasta. Algumas dessas ações são: 1° Seminário de Segurança Turística, o diagnóstico de mobilidade urbana e a rede brasileira de cidades criativas.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA