MTur apresenta ações para o setor da música

|

O Turismo musical, o entretenimento e os impactos do novo coronavírus no País foram temas de reunião, nesta quinta-feira (16), entre o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e membros da Frente Parlamentar da Música e da Associação Nacional da Indústria da Música (Anafima). O encontro, realizado por videoconferência, tinha o objetivo de apresentar algumas solicitações de ajuda ao setor, que também sofreu grandes prejuízos com a crise.

De acordo com Álvaro Antônio, o setor musical tem importante participação tanto no Turismo quando na cultura do Brasil, e afirmou que todas as ações tomadas pela pasta têm sido para abarcar, também, o segmento. “A música faz parte da vida das pessoas e da identidade do nosso País. Temos uma conversa muito cooperativa com a secretária Regina para tomar outras medidas que vão trazer essa ajuda para todo o setor”, disse.

Roberto Castro/MTur
Marcelo Álvaro Antônio
Marcelo Álvaro Antônio
Entre as ações destacadas, estão os três pilares defendidos pelo ministro que contemplam as medidas provisórias trabalhista e do consumidor e a liberação de linhas de crédito para os micros e pequenos empresários de todos os segmentos que contemplam a cadeia turística. Além disso, Álvaro Antônio pontuou outras ações realizadas pela Pasta no ato da declaração da pandemia, como a reunião extraordinária do Conselho Nacional do Turismo (CNT).

NEGÓCIOS E EVENTOS
Ainda nesta quinta-feira (16), Álvaro Antônio realizou live com representantes da Indústria do Turismo e Negócios e Eventos do país. Com eles, foram apresentadas as medidas tomadas pelo Ministério do Turismo e pelo Governo Federal para ajudar todos os segmentos do setor neste momento de pandemia.

Entre os assuntos, estavam a liberação de linhas de crédito e as medidas provisórias que beneficiam o consumidor e as empresas turísticas e que manteve milhares de empregos em todo o país. "Alinhamos o nosso trabalho em três vertentes: Cumprimos a primeira missão do contrato de trabalho, do consumidor e a do crédito que ainda vamos finalizar", destacou.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA