Selo do MTur já foi pedido por mais de 11,4 mil profissionais

|


MTur
O número comprova o sucesso da iniciativa lançada pelo MTur há pouco mais de um mês
O número comprova o sucesso da iniciativa lançada pelo MTur há pouco mais de um mês
Lançado pelo Ministério do Turismo no início de junho, o selo "Turismo Responsável" - Limpo e Seguro" já foi solicitado por mais de 11 mil profissionais do setor em todo o Brasil. O objetivo do selo é contribuir para que o setor de Turismo retome as suas atividades o mais rápido possível e atenda aos pré-requisitos do novo perfil de turista que surgirá com a pandemia de covid-19.

"O sucesso desta iniciativa comprova que estamos no caminho certo para o início das atividades do nosso setor, que foi tão afetado por esta pandemia, e integra o conjunto de ações de retomada que vem sendo desenvolvido pelo Ministério do Turismo. Acredito que o selo atende aos anseios do setor e dos turistas que estarão mais atentos aos protocolos de biossegurança, dando tranquilidade a todos", afirmou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

NORTE
No Norte do País, 356 prestadores de serviço turístico solicitaram a emissão do selo, com o Pará liderando em número de pedidos (149), seguido do Amazonas (114), Tocantins (39), Rondônia (28), Roraima (14), Amapá (8) e Acre (4). Os segmentos com maior número de solicitações na região são: agências de viagens (158), meios de hospedagem (67) e bares e restaurantes (63).

NORDESTE
No Nordeste, o selo foi pedido por 3.243 profissionais, com a Bahia liderando (826), seguido do Rio Grande do Norte (520), Pernambuco (456), Ceará (429), Alagoas (423), Maranhão (287), Paraíba (119), Sergipe (96) e Piauí (87). Os segmentos de destaque são meios de hospedagem (1.167), agências de viagens (988), transportadora turística (359) e bares e restaurantes (312).

CENTRO-OESTE
Na região Centro-Oeste, 555 prestadores de serviços solicitaram a emissão do selo. Goiás lidera o número de pedidos (194), seguido do Mato Grosso do Sul (132), Distrito Federal (127) e Mato Grosso (102). Os segmentos com mais solicitações são: meios de hospedagem (181), agências de viagens (178) e transportadora turística (47).

SUDESTE
A região Sudeste acumula o maior número de solicitações do País, com 5.587 inscrições. São Paulo lidera com 2.699 pedidos, seguido do Rio de Janeiro (1.693), Minas Gerais (991) e Espírito Santo (204). Entre os segmentos se destacam as agências de viagens (2.404), meios de hospedagem (1.436) e transportadoras turísticas (691).

SUL
No Sul, o selo foi solicitado por 1.669 prestadores de serviços, com o Rio Grande do Sul liderando (587), seguido de Santa Catarina (561) e Paraná (521). Por segmento, se destacam os meios de hospedagem (527), agências de viagens (45) e transportadoras turísticas (250).

COMO SOLICITAR O SELO

Para solicitar o selo, o profissional deve acessar o site da iniciativa, ler as orientações previstas no protocolo destinado ao segmento em que atua e estar com situação regular no Cadastur. Em caso positivo, ele adere à autodeclaração que atende aos pré-requisitos determinados e é encaminhado para uma área do site onde poderá realizar o download do selo para impressão.

O selo, que é totalmente gratuito, deverá ser colado em local de fácil acesso ao cliente e conterá um QR Code pelo qual o turista poderá consultar as medidas adotadas por aquele empreendimento. Para auxiliar as empresas, o Ministério do Turismo publicou os protocolos sanitários recomendados para 15 segmentos turísticos que fazem parte do Cadastur, além de um conjunto de orientações também para os turistas.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA