Vistos dos EUA: advogado alerta para restrição nos procedimentos

|


Pixbay
Tirar visto de Turismo dos Estados Unidos pode ser mais complicado nos próximos meses devido a fatores que vão desde promessas de campanha da administração de Joe Biden em relação à imigração até o tempo de paralisação devido à pandemia. Essa é a avaliação do advogado especializado em direito internacional Daniel Toledo, da Toledo e Advogados Associados.

Recentemente, houve certo entusiasmo por conta do rumor de abertura de consulados no início de março e, apesar da informação proceder, a pandemia freou a abertura, de acordo com o especialista. Daniel Toledo alega que "os números da pandemia não foram satisfatórios o suficiente para que os processos de visto voltassem a ser avaliados".

Reprodução/Toledo e Associados
Daniel Toledo, da Toledo e Advogados Associados
Daniel Toledo, da Toledo e Advogados Associados
Os Estados Unidos avançam em uma das principais campanhas de vacinação do mundo e o presidente do país promete controlar a pandemia até o fim de maio, mas o advogado alerta que qualquer informação é apenas especulação até a chegada de uma publicação oficial, com índices reais de contenção da doença.

Disto isso, "as previsões são de uma reabertura escalonada em que os consulados passam a avaliar alguns tipos de vistos e em determinados casos serão processados no período estimado", afirma Toledo. "No Brasil as restrições devem continuar até que a situação tenha algum sinal de melhora e, considerando a variação do vírus descoberta em Manaus, será necessário que o governo, em todas as suas esferas, trabalhe para diminuir a incidência de contaminação."

O advogado também indica que, apesar de os processamentos de vistos ainda se encontrarem fechados, já é momento de os interessados começarem a organizar documentação e procedimentos para protocolar os pedidos.

"É importante ter em mente que os consulados americanos em território brasileiro estão fechados há aproximadamente um ano. Quando a reabertura acontecer de fato, existe a grande possibilidade de muitas solicitações serem feitas simultaneamente e devido ao distanciamento social à possível alteração na dinâmica de entrevistas e digitalizações. Por isso, esse é o melhor momento para começar a se organizar."

POSSÍVEL RESTRIÇÃO NOS VISTOS
Daniel Toledo alerta para a restrição com que o governo Biden deve conduzir os processos de vistos de Turismo nos próximos meses, devido à cautela com o momento de pandemia no próprio Estados Unidos e nos mercados emissores.

"Também é importante ressaltar a campanha presidencial e a intenção de alterar questões relacionadas a imigração, como a regularização de pessoas ilegais nos EUA. Os detalhes serão votados futuramente e por isso é o presidente deve restringir a entrada de mais pessoas no país nesse momento. Essa também é uma razão para dificultar o acesso aos vistos mais comuns, como os de Turismo, estudantes e negócios, que são algumas das portas de entrada que as pessoas utilizam para permanecer no país além do tempo permitido."

O escritório Toledo e Advogados Associados dá algumas dicas para preencher o formulário DS-160, como utilizar os artifícios que demonstram vínculos com o Brasil, como um trabalho de longa data, localização da família e renda suficiente para fazer Turismo, que pode ser demonstrada por extratos, declarações de imposto de renda, entre outros.

"Um dos principais pontos de recusa de visto é o motivo de retorno para o país de origem, por isso é importante ter essas razões esclarecidas, como patrimônio, família, um vínculo definitivo ou documentos que comprovem o hábito de viajar. Ser claro e verdadeiro durante a entrevista também é fundamental para evitar problemas no futuro", conclui Daniel Toledo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA